Home / Conteúdos / Notícias / 53o Congresso da UNE confirma ampliação da Kizomba

53o Congresso da UNE confirma ampliação da Kizomba

768804No último domingo (02), a plenária final do 53º Congresso da UNE, realizado em Goiânia, confirmou o bom momento da Kizomba no movimento estudantil. Segunda maior força do congresso – com cerca de 10% dos votos – a Kizomba ocupará, pela terceira vez seguida, a vice-presidência da entidade, desta vez com Mitã Chalfun.

Da esquerda para a direita: Mirelly Cardoso, Mitã Chalfun, Clarissa Alves da Cunha, Estevão Cruz, Joana Parolli e Tiago Ventura - 3 gerações na executiva da UNE.Carioca e estudante de Educação Física da UFRJ, Mitã foi vice-presidente da UEE-RJ, na última gestão, e vai suceder, na vice-presidência, sua conterrânea Clarissa Alves da Cunha (2011-2013) e o paraense Tiago Ventura (2009-2011).

Além de Mitã, a Kizomba terá a companheira Mirelly Cardoso na direção executiva da UNE. Estudante de Ciências da Computação da Universidade Federal de Juiz de Fora, de onde foi coordenadora do DCE, Mirelly assumirá a diretoria de Políticas Educacionais da entidade, no lugar do também kizombola Estevão Cruz.

Ampliação com diversificação 

Este congresso mostrou um aumento da capilaridade da Kizomba por todo o país. Além de confirmar sua força nos estados onde tradicionalmente tem uma atuação mais forte – como Rio de Janeiro, Bahia e Minas Gerais –, o movimento ampliou sua presença em regiões onde tinha menor inserção e abriu novas frentes em estados onde não atuava, como é o caso do Acre.

O último período marcou a ampliação da identidade da Kizomba com a UNE e de sua responsabilidade pela construção da entidade, assim como a consolidação do movimento como referência na luta pela construção da revolução democrática e pelo combate ao machismo, ao racismo e à homofobia, tanto no movimento estudantil, quanto na sociedade brasileira.

Pelos próximos dois anos, Mitã e Mirelly farão parte da diretoria encabeçada pela pernambucana Vic Barros, aluna de Letras na Universidade de São Paulo (USP) e militante da UJS, que foi eleita a nova presidenta da entidade. Em um processo eleitoral que teve participação recorde e delegados representando 98% das instituições de ensino superior no Brasil, a chapa “Bloco da unidade para o Brasil avançar” foi a mais votada, obtendo 2607 votos (69%). As outras chapas concorrentes foram “Oposição de Esquerda da UNE”, com 618 votos (16,4%) e “Campo popular que vai botar a UNE pra lutar”, com 539 votos (14,3%).

Confira abaixo o video com a fala da companheira Mirelly Cardoso, durante a defesa da tese na plenária final do 53o CONUNE. 

Assista o vídeo clicando aqui: https://www.youtube.com/watch?v=rP0QkLogLUQ

Veja também

Juntos com Rossetto pelo Rio Grande

No final da década de 1990, nos disseram que as políticas “modernizantes” do neoliberalismo seriam …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook