Home / Conteúdos / Artigos / Carta Aberta da Democracia Socialista à militância do PT e ao povo do Tocantins

Carta Aberta da Democracia Socialista à militância do PT e ao povo do Tocantins

Vivemos um momento difícil da conjuntura política. O Golpe de 2016 que organizou, com o governo golpista, um processo de retomada radicalizada do projeto neoliberal no Brasil escancarou o descompromisso das elites e dos setores golpistas com o Brasil e com o Povo. O que vemos é a destruição do Estado Brasileiro, a Entrega de nossas riquezas nacionais com a venda do Pré-Sal e destruição da Petrobras, a retirada dos direitos sociais e trabalhistas, o cancelamento de investimentos nas áreas sociais para entregar para banqueiros e a desconstrução intensa da democracia com a ameaça ao próprio processo eleitoral de 2018 a partir da prisão ilegal e sem provas de Lula.

Nesse cenário, cabe à esquerda, e ao PT em especial, ser protagonista na luta política pela unificação do campo democrático e popular para derrotar o golpe e o projeto neoliberal. Nosso desafio será o de aprofundar a revolução democrática, ou seremos derrotados pelo golpe em curso que consolida um novo Estado de exclusão e repressão.

A disputa eleitoral, que se inicia com as convenções eleitorais, é fundamental para o posicionamento firme das esquerdas. Não existe hoje possibilidade de dúvida no compromisso de enfrentamento ao setores golpistas, àqueles e àquelas que ajudaram a consolidar esse processo de destruição dos direitos do povo brasileiro. Além disso, para nós, do Partido dos Trabalhadores, a centralidade na defesa da candidatura de Lula como única liderança com capacidade concreta de aglutinação do povo para interromper o prosseguimento do projeto neoliberal e para retomar um projeto popular e democrático no Brasil.

O PT tem total capacidade de protagonizar esse processo combativo de enfrentamento aos setores que hoje destroem o Brasil e que querem Lula fora do processo eleitoral de 2018. Esse caminho só será construído com ousadia e centralidade programática do nosso Partido que perpassa pela afirmação do que a militância já tem falado: o PT quer votar no PT!

No Tocantins, nós da Democracia Socialista entendemos que é fundamental construir uma alternativa petista para a disputa do governo, do Senado, da câmara federal e da Assembleia Legislativa.  Nosso debate sobre a disputa eleitoral passa pela defesa e afirmação do programa do PT construído através da participação popular e dos movimentos sociais.

Nesse sentido, a Democracia Socialista apresenta para o debate público o nome da companheira Eutália Barbosa – assistente social, funcionária pública e militante social histórica – à disposição do Partido para a disputa ao Governo do Estado do Tocantins, para, assim, defender o PT e seu legado, manter a coerência e lutar contra os golpistas.

Alem disso, defendemos o nome do Companheiro Paulo Mourão ao Senado Federal, como alternativa da tática de alteração da correlação de forças no Congresso Nacional.

Assim, queremos dialogar com todos e todas petistas do Tocantins e com toda a classe trabalhadora tocantinense à construirmos uma alternativa de luta e de esquerda para essas eleições ao Governo do Estado.

Conclamamos as forças e Partidos de Esquerda (PcdoB e PSOL) à construirmos juntos essa candidatura programática e comprometida com a classe trabalhadora e com a democracia.

Democracia Socialista Tocantins

Veja também

Bolsonaro devolve o Brasil ao século 19 | Miguel Rossetto

“O Brasil segue sendo o campeão das desigualdades e da concentração da renda e da riqueza. E é no mundo do trabalho que esta desigualdade se constrói”.

Comente com o Facebook