Home / Conteúdos / Artigos / Conferência Nacional Extraordinária da Democracia Socialista

Conferência Nacional Extraordinária da Democracia Socialista

A conferência extraordinária da Democracia Socialista terminou no último domingo, dia 24 de abril, com um resultado muito positivo para os militantes da corrente. Os quatro dias de debates resultaram em consensos importantes e em resoluções que avançam e atualizam as formulações da VII Conferência Nacional. [Link Indisponível] A Conferência também aprovou por aclamação o nome de Raul Pont como candidato a presidente nacional do PT.

Depois de uma primeira noite de abertura e aprovação do regimento, o segundo dia começou com a aprovação da tese guia da Conferência, baseada no anteprojeto de resolução [Link Indisponível] apresentado pela Coordenação Nacional. Na seqüência vieram os debates sobre Brasil e América Latina.

No sábado de manhã, discutiu-se a situação do PT e da DS. O tom foi de reforçar a independência do partido frente ao governo, de atualização dos termos da disputa de rumos do partido e do governo e de afirmação do papel da DS como tendência do PT . As diversas propostas apresentadas para o Processo de Eleição Direta do PT convergiram para o lançamento do nome de Raul Pont como candidato a presidente, num clima de forte unidade da corrente. A candidatura expressa uma plataforma política que preza o fortalecimento do partido, o resgate da militância, a independência do PT frente ao governo e a luta pelas bandeiras históricas, com destaque para a democracia participativa e uma nova política econômica.

A Conferência promoveu então o lançamento público da candidatura Raul Pont, com a presença de jornais, TVs e rádios, que deram grande repercussão. Na seqüência vieram os debates sobre as reformas política e universitária. No domingo, aconteceu o debate de reforma sindical e a votação das emendas. A maior parte delas foi aprovada por consenso, tendo sido rejeitadas três emendas.

A participação dos militantes foi expressiva, com 145 delegados de 16 estados, incluindo o DF, representando cerca de 2200 militantes em dia com suas contribuições financeiras e com participação no processo preparatório.

Além das companheiras e companheiros da DS, houve também a presença de convidados nacionais e internacionais. Participaram companheiros das correntes Alternativa Socialista (MG), Ação Popular Socialista, Articulação de Esquerda, Fórum Socialista, Coletivo Socialista e Democrático (Campinas) e Movimento Socialista (SC). Entre os convidados estrangeiros estiveram Francisco Louçã e Jorge Costa, ambos do Bloco de Esquerda de Portugal e da IV Internacional, e Aldo Gilli e Humberto Ramirez, do Partido Socialista dos Trabalhadores, do Uruguai.

O texto final da resolução política e o conjunto de resoluções complementares e específicas estárá disponível nos próximos dias.

Veja também

Para além do financiamento: por um sindicalismo combativo! | Milton Rezende

Diante da reforma trabalhista, que entra em vigor em novembro, a principal discussão na mídia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook