Home / Conteúdos / Artigos / Confira os resultados da Democracia Socialista e coletivos socialistas nas eleições

Confira os resultados da Democracia Socialista e coletivos socialistas nas eleições

A companheira Ana Julia, disputa o 2° turno no Pará. Elegemos sete deputados federais e sete estaduais. Confira o resultado completo de todo o pais.

A senadora Ana Júlia, do Pará, disputa o 2° turno para o governo do estado contra Almir Gabriel(PSDB). Ana Julia fez 37,52% dos votos contra 43,83% do adversário.

No Rio Grande do Sul, o companheiro Miguel Rossetto, fez 28,3% dos votos contra 33,9% de Pedro Simon (PMDB) na eleição para o senado. Rossetto foi muito bem votado em Porto Alegre (30,4% a 31,5%) e venceu em cidades importantes como Canoas, São Leopoldo e Novo Hamburgo.

Ainda no Rio Grande do Sul, Olívio Dutra disputa o 2° Turno com Yeda Crusius(PSDB), após ter tirado da disputa o atual governador Germano Rigotto(PMDB).

No Distrito Federal, em uma eleição bastante difícil, a deputada distrital e ex-vice Governadora Arlete Sampaio, quase cheou ao 2° turno ficando apenas 3 pontos atrás da 2ª colocada, Maria Abadia(PSDB).

A Democracia Socialista e os coletivos socialistas elegeu 7 deputados federais, dentre os 83 eleitos pelo PT, em 6 estados diferentes.

No Amazonas, elegemos o companheiro Francisco Praciano, com 126.881 votos (9,11% do total) sendo o 3° deputado mais votado do estado e o único eleito pelo PT. Praciano é vereador em quarto mandato em Manaus.

Na Bahia, o companheiro Walter Pinheiro, foi reeleito para o 4° mandato, com 200.894 votos sendo o deputado federal mais votado do PT no país e o 4° mais votado do estado.

No Ceará, o companheiro Eudes Xavier, foi eleito com 48.092 votos. Eudes foi presidente da CUT/CE e coordenou a qualificação profissional do PROJOVEM, além de ser militante da economia solidária.

Em Minas Gerais, o deputado federal Gilmar Machado, do triângulo mineiro foi reeleito para o 3° mandato com 82.110 votos.

No Paraná, o companheiro Dr. Rosinha, também foi reeleito para o 3° mandato com 69.349. Rosinha, que foi presidente da Comissão do Mercosul nessa legislatura, teve excelente desempenho apesar de que praticamente, não pôde fazer campanha já que teve de realizar, às pressas, uma cirurgia cardíaca.

No Rio Grande do Sul, o companheiro Pepe Vargas, ex-prefeito de Caxias do Sul, foi o deputado federal mais votado do PT com 124.686 votos. O companheiro Tarcísio Zimmermann, que presidiu a Comissão do Trabalho nessa legislatura e foi candidato a prefeito de Novo Hamburgo, foi reeleito com 106.659 votos.

Em São Paulo o deputado federal José Eduardo Cardozo foi reeleito, com o apoio da DS. José Eduardo recebeu 124.409 votos.

Elegemos ainda 7 deputados estaduais, em 4 estados diferentes.
Na Bahia elegemos o companheiro Bira Corôa, vereador em Camaçari e a companheira Neusa Cadore, ex-prefeita de Pintadas. Além destes, foram reeleitos os companheiros Zé das Virgens, Zé Neto e Zilton Rocha que atuam conosco no PT há bastante tempo.

No Piauí, o companheiro Olavo Rebêlo, que se integra à DS, foi reeleito deputado estadual. Rebêlo é bancário, foi presidente do DCE da UFPI e diretor do sindicato.

No Rio de Janeiro, o companheiro Alessandro Molon, foi reeleito deputado estadual sendo o mais votado do PT. Além dele, a deputada Ines Pandeló, também foi reeleita com o apoio da DS

No Rio Grande do Sul o deputado estadual Raul Pont, que concorreu à prefeitura de Porto Alegre e à presidência nacional do PT foi reeleito com 73.286 votos sendo o mais votado do PT. Os companheiros Elvino Bohn Gass eRonaldo Zulke, também foram reeleitos deputados estaduais.

Outros resultados do PT

O PT aumentou, já no primeiro turno de 3 para 4 o número de governadores. Jacques Wagner atropelou o Carlismo e nua vitória histórica é o governador da Bahia. Binho Marques manteve o PT a frente do governo do Acre e Wellington Dias reelegeu-se no Piauí. Marcelo Déda, foi eleito governador de Sergipe com 52,4% dos votos.

Os dois senadores do PT que terminavam seus mandatos neste ano e disputaram as eleições foram reeleitos, são eles:Eduardo Suplicy de São Paulo e Tião Viana do Acre.

O PT disputou uma vaga no senado em mais 7 estados além destes. Apesar de não ter vencido em nenhum deles vale destacar, além do desempenho de Miguel Rossetto o da companheira Gleisi, do Paraná, que teve desempenho surpreendente fazendo 45% dos votos contra 50% do atual senador Alváro Dias (PSDB).

O PT elegeu 83 deputados federais, diminuindo a bancada mas, ainda assim, sendo o partido mais votado na eleição proporcional.

Por 1,4% dos votos válidos o Presidente Lula irá disputar o segundo turno com Geraldo Alckmin. Lula venceu as eleições em 16 estados, totalizando 48,61% dos votas e Alckmin venceu em 10 estados, fazendo 41,64% dos votos.

A coordenação nacional da campanha Lula Presidente divulgou na terça (03/10) uma nota na qual agradece aos eleitores e militantes que votaram na reeleição do presidente e, ao mesmo tempo, reafirma sua confiança na vitória em segundo turno.

Nota da Coordenação da Campanha Lula
Lula de novo, com a força do povo

A campanha Lula dirige um profundo agradecimento aos milhões de homens e mulheres que, neste domingo, votaram a favor da reeleição do Presidente; e aos milhares de militantes que, em todo o país, trabalharam incansavelmente pela nossa campanha. Chamamos todos a, no segundo turno, reeleger o presidente da República e eleger os governadores comprometidos com nosso projeto.

O segundo turno será um confronto entre dois projetos de Nação. De um lado, as forças progressistas comprometidas com um Brasil democrático, popular e soberano. De outro lado, o bloco conservador que governou o Brasil na década de noventa e nos primeiros anos deste século.

Lula é candidato à reeleição, porque seu governo foi extremamente positivo para o Brasil: desenvolvimento econômico, redução da vulnerabilidade externa, ampliação do mercado interno, crescimento do emprego, aumento da massa salarial, redução da fome, da miséria e da desigualdade social. O segundo mandato aprofundará isto. Como diz o presidente, “o nome do meu segundo mandato será desenvolvimento, com distribuição de renda e educação de qualidade”.

No último domingo de outubro, o povo brasileiro dirá um não ao retrocesso, ao atraso, ao neoliberalismo. Não voltaremos aos tempos de descalabro que marcaram o governo Fernando Henrique Cardoso e os 12 anos de governo tucano em São Paulo.

Para derrotar o atraso, a campanha Lula buscará, com firmeza e com humildade, ganhar a confiança e o voto dos eleitores que, no primeiro turno, se abstiveram, votaram em branco e nulo, votaram em outras candidaturas e inclusive os eleitores que optaram por nosso adversário. Apresentaremos nossos acertos, reconhecendo e corrigindo nossos erros, reafirmando o que será nosso segundo mandato e desmascarando de maneira clara e didática as mentiras que foram lançadas contra nós, especialmente nas últimas semanas.

Como no primeiro turno, a vitória dependerá principalmente do entusiasmo do povo, dos militantes, dos apoiadores de nossa candidatura: as lideranças dos movimentos sociais e dos partidos, nossos candidatos de primeiro turno, os nossos governadores, parlamentares e prefeitos, a intelectualidade democrática e a juventude. Conclamamos o povo brasileiro a ocupar a linha de frente da campanha.

Lula de novo, com a força do povo.
À vitória!
A coordenação nacional da campanha Lula presidente

Veja o resultado detalhado da eleição presidencial

Veja o resultado completo da eleição para senador e a nova composição do Senado no UOL

Veja quem são os 83 deputados federais eleitos pelo PT e como ficou a distribuição das bancadas na Câmara.

Veja o resultado do 1° turno para governador estado por estado no UOL.

Veja a nova composição das Assembléias Legislativas e os deputados eleitos em cada estado.

Veja também

Lula: Quero andar pelo País para mexer com consciência do povo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou, nesta quinta-feira (17), na Bahia, a jornada que fará pelo Nordeste do Brasil. Em Salvador, ele deu início ao projeto Lula pelo Brasil, que percorrerá 25 cidades, em 20 dias. Segundo o presidente de honra do PT, a caravana terá como objetivo “mexer com a consciência do povo brasileiro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook