Home / Conteúdos / Notícias / Construindo uma Fortaleza sem miséria

Construindo uma Fortaleza sem miséria

133446Por Luizianne Lins *

Fortaleza é a primeira capital do País a colocar em prática um programa de combate à extrema pobreza. Cinco meses após a apresentação do Brasil sem Miséria, do Governo Federal, lançamos o Construindo uma Fortaleza sem Miséria. É um conjunto de ações para acolher com políticas públicas os fortalezenses que ainda vivem nessa situação.

São milhares de pessoas que tiveram poucas oportunidades dentro de um sistema concentrador de renda. E muitas delas, antes do nosso governo, sequer estavam inscritas no Cadastro Único, que é a porta de entrada para diversos programas e serviços de redução da pobreza extrema. Pessoas que deixaram de ser “invisíveis” para a prefeitura de Fortaleza, graças a estratégias de ampliação de atendimento nas quais investimos desde 2005. Para se ter uma ideia, quando assumimos a prefeitura havia apenas seis pontos de atendimento do Cadastro Único. Hoje, já são 35. Saltamos de 117 mil para mais de 311 mil famílias inscritas. Consequentemente, aumentou de 76 mil para quase 195 mil o número de famílias com Bolsa Família, maior programa de redução da pobreza no País. São cerca de 800 mil pessoas beneficiadas!

E para reduzir ainda mais o contingente de fortalezenses extremamente pobres, vamos potencializar a Busca Ativa, dentro do Construindo uma Fortaleza Sem Miséria. Queremos identificar mais pessoas, através do contato direto nos bairros, escolas e comunidades, e encaminhá-las para o Cadastro Único e para os programas e serviços sociais a que elas têm direito. Também vamos reforçar as ações em todas as áreas de atuação do Município, como Saúde, Educação, Assistência Social, Emprego e Renda, Habitação, Transporte Público, Defesa Civil, Direitos Humanos, Cultura, Turismo e Esporte.

Estamos prontos para reduzir a pobreza extrema. Vamos assegurar aos mais pobres o direito à dignidade, a ter perspectivas na vida e o direito a ser feliz. Um passo importante para construirmos juntos uma Fortaleza mais justa, mais humana, mais bela e sem miséria!

* Luizianne Lins é prefeita de Fortaleza

Veja também

“Os jovens entram no mercado de trabalho desempregados”, aponta sociólogo Anderson Campos em seminário da CUT-RS

A difícil realidade dos jovens no mercado de trabalho foi o assunto do seminário “Juventude …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook