Home / Conteúdos / Notícias / CSA convoca um aprofundamento da resistência ao golpe no Paraguai

CSA convoca um aprofundamento da resistência ao golpe no Paraguai

281940Nota da Confederação Sindical dos Trabalhadores/as das Américas

Consumada a ação do golpe de estado institucional no Paraguai, é hora de gerar a maior pressão nacional e internacional para deslegitimar o governo que se instalou, após a destituição do presidente Fernando Lugo.

Não se pode deixar na impunidade a medida adotada pela oligarquia paraguaia, através de seus partidos tradicionais, que se valeram de um juízo sumário para por fim a um governo democraticamente eleito e que tentava responder aos interesses da classe trabalhadora e do povo em geral.

A ação dos partidos que dominam a política paraguaia não pode ser aceita, pois representa uma conduta antidemocrática, que fere os princípios que têm sido conquistados, com muito sofrimento, pelo povo paraguaio, depois de décadas de ditadura e regimes a serviço da oligarquia. É evidente que por trás dessa ação se escondem os interesses mais atrasados que têm dominado a vida política e econômica do país e que têm sido os principais beneficiados pela apropriação das riquezas do Paraguai e da exploração das classes populares.

Consideramos que as medidas adotadas pelos governos do MERCOSUL e da UNASUL, devem ser ampliadas em todos os cenários internacionais, para isolar o governo que se instaurou de maneira ilegítima e assinalar que esse tipo de práticas não serão aceitas pela comunidade internacional.

A CSA está em coordenação permanente com suas afiliadas no Paraguai, a CUT Autêntica e a CNT, assim como com a Confederação Sindical Internacional (CSI), a Coordenação de Centrais Sindicais do Cone Sul e as Federações Sindicais Internacionais, para implementar as medidas que no nível sindical serão adotadas para rechaçar este golpe à democracia no Paraguai.

Finalmente chamamos o sindicalismo internacional a estar atento à convocatória que realizaremos para expressar nossa solidariedade concreta com o povo paraguaio e contra o golpe da oligarquia.

Víctor Báez Mosqueira
Secretário-geral da CSA

São Paulo, 25 de junho de 2012

Veja também

Juntos com Rossetto pelo Rio Grande

No final da década de 1990, nos disseram que as políticas “modernizantes” do neoliberalismo seriam …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook