Home / Conteúdos / Artigos / DS e Coletivos realizam reunião de unificação em São Paulo

DS e Coletivos realizam reunião de unificação em São Paulo

Jornal DS 20. Nos dias 02 e 03 de dezembro, em São Paulo, a DS e os Coletivos Socialistas consolidam o processo de unificação inicado no início deste ano, com a integração orgânica da Alternativa Socialista, da Construção: Socialismo e Democracia e do Movimento Socialista na DS em uma grande reunião nacional na qual debateremos a conjuntura pós-eleitoral e as perspectivas para o segundo governo e o próximo ano, quando teremos o III Congresso do PT.

No final de 2005, a DS lançou o documento “A Democracia Socialista e o PT”. Nele, atualizamos nossa visão sobre o Partido dos Trabalhadores e propomos as diretrizes de uma agenda política de reconstrução partidária. Com base nesse documento e no resultado obtido pela candidatura do companheiro Raul Pont no Processo de Eleições Diretas (PED) do PT iniciamos um debate com um conjunto de Coletivos Socialistas de atuação local e regional sobre a unificação numa mesma corrente nacional petista.

 

Nos dias 18 e 19 de fevereiro, fizemos nossa primeira reunião conjunta com um amplo debate de conjuntura internacional e nacional. No dia 25 de março, realizamos um Encontro Nacional, no qual mais um passo foi dado: a constituição de uma coordenação comum, com a integração de representantes do Movimento Socialista (SC), da Alternativa Socialista (MG) e da Construção: Socialismo e Democracia (DF) na Coordenação Nacional da DS.

 

O 13º Encontro Nacional do PT foi um primeiro teste para essa unificação e apresentou resultados muito positivos. Através da nossa atuação conjunta no Diretório Nacional após o PED, contribuímos para a elaboração estratégica do partido. No encontro, defendemos mudanças no estatuto (no que diz respeito à contribuição financeira dos filiados) e uma política de alianças que privilegiasse o campo democrático e popular. Foi a partir dessas posições que aglutinamos em torno do nosso campo um número expressivo de delegados e delegadas, que compartilharam conosco a defesa de propostas fundamentais relativas a uma agenda de reconstrução partidária e de reencontro do partido com sua base e sua história.

 

O processo eleitoral, mais recentemente, trouxe ainda mais vitórias para o nosso campo. Elegemos 7 deputados federais e 7 deputados estaduais, além de outros companheiros e companheiras que mantêm relações de muita proximidade conosco nos espaços partidários. A companheira Ana Júlia foi eleita governadora do Pará e cumprimos um papel importante na construção da vitória petista contra o carlismo na Bahia. No Rio Grande do Sul, onde temos uma presença importante o PT manteve-se como pólo político da esquerda.

 

Agora, nos dias 02 e 03 de dezembro, em São Paulo, a DS e os Coletivos Socialistas consolidam o processo de unificação com a integração orgânica da Alternativa Socialista, da Construção: Socialismo e Democracia e do Movimento Socialista na DS em uma grande reunião nacional na qual debateremos a conjuntura pós-eleitoral e as perspectivas para o segundo governo e o próximo ano, quando teremos o III Congresso do PT.

 

Um conjunto de outros Coletivos que estiveram conosco ao longo desse processo continuarão a participar das nossas discussões e atuar conosco nos diferentes espaços do partido a partir de uma agenda de reconstrução partidária comum.

Veja também

Carta ao povo brasileiro

Em texto enviado neste domingo (13) movimento reafirma convicção na inocência de Lula defende seu direito de concorrer às eleições presidenciais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook