Home / Conteúdos / Artigos / Governo, movimentos e empresários fecham acordo para I Confecom

Governo, movimentos e empresários fecham acordo para I Confecom

Governo, empresários e entidades sociais fecharam um acordo para dar continuidade aos preparativos da Conferência Nacional de Comunicação, prevista para a primeira semana de dezembro. Prevaleceu a proposta de 1.500 delegados, sendo 40% escolhidos pelos movimentos sociais, 40% pelos empresários e 20% pelo governo. Na próxima terça-feira, dia 1/9, os três segmentos vão discutir a minuta do regimento interno da Confecom, nos termos acordados.

Romário Schettino *

Governo, empresários e entidades sociais fecharam um acordo para dar continuidade aos preparativos da Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), prevista para acontecer na primeira semana de dezembro. A proposta que prevaleceu foi de designação de 1.500 delegados, sendo 40% escolhidos pelos movimentos sociais, 40% pelos empresários e 20% pelo governo. O quórum qualificado para votar os temas mais sensíveis ficou em 60%, mas terá que contar com pelo menos um representante de cada um dos três segmentos envolvidos.

As duas entidades empresariais que ainda continuam na comissão organizadora do evento são a Telebrasil, que representa as operadoras de telecomunicações, e a Abra, que reúne a Band e a Rede TV!. As demais se retiraram, alegando diferença com o encaminhamento proposto pela representação da sociedade. Pelo movimento social estão FNDC, Fenaj, Fittert, Coletivo Intervozes, CUT, Federação Nacional dos Psicólogos, Abraço (Rádios Comunitárias) e ABCCOM (TVs Comunitárias).

Na próxima terça-feira, dia 1/9, os três segmentos vão discutir a minuta do regimento interno da Confecom, nos termos acordados. O documento balizará as etapas regionais da conferência. Depois de aprovado o regimento, o governo enviará sugestão aos governos estaduais para que convoquem os debates nas suas regiões. Os ministros Luiz Dulci (Secretaria-geral da Presidência) e Franklin Martins (Secretaria de Comunicação Social) também participaram da reunião.

* Romário Schettino, presidente do Sindicato dos Jornalistas do DF e militante da CSD, é segundo suplente da CUT na comissão coordenadora da I Confecom.

Veja também

Lula: Quero andar pelo País para mexer com consciência do povo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou, nesta quinta-feira (17), na Bahia, a jornada que fará pelo Nordeste do Brasil. Em Salvador, ele deu início ao projeto Lula pelo Brasil, que percorrerá 25 cidades, em 20 dias. Segundo o presidente de honra do PT, a caravana terá como objetivo “mexer com a consciência do povo brasileiro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook