Home / Conteúdos / Artigos / Grupo de Trabalho nacional divulga nota sobre eleições do CPERS/Sindicato

Grupo de Trabalho nacional divulga nota sobre eleições do CPERS/Sindicato

O Grupo de Trabalho Nacional da Democracia Socialista esteve reunido na sexta-feira (16/05). Na ocasião foi debatida e aprovada nota da instância a cerca do processo eleitoral do CPERS/Sindicato, na qual reafirmamos que “a participação de militantes da Democracia Socialista em uma chapa em conjunto com a Conlutas e a Intersindical na eleição para a diretoria do CPERS/Sindicato (Sindicato dos Profissionais em Educação do estado do Rio Grande do Sul) não está de acordo com a posição democraticamente estabelecida pela Democracia Socialista”.

Leia íntegra da nota.

Nota do GTn-DS sobre a eleição do CPERS/Sindicato

O Grupo de Trabalho Nacional, reunido nesta sexta-feira (16 de maio) reafirma a posição da Democracia Socialista  – tendência interna do PT no que se refere à nossa militância sindical de participar e fortalecer a CUT – Central Única dos Trabalhadores.

A CUT impulsiona a organização da classe trabalhadora no Brasil, presente nos seus centros mais dinâmicos na cidade e no campo, participa ativamente das lutas sociais da América Latina e é  um dos atores políticos fundamentais para a derrota do neoliberalismo e do seu projeto em nosso país.

Consideramos, portanto, que a participação de militantes da Democracia Socialista em uma chapa em conjunto com a Conlutas e a Intersindical na eleição para a diretoria do CPERS/Sindicato (Sindicato dos Profissionais em Educação do estado do Rio Grande do Sul) não está de acordo com a posição democraticamente estabelecida pela Democracia Socialista.

Neste sentido nenhum (a) militante da DS está autorizado (a) a desenvolver esta política de alianças que enfraquece a CUT.

São Paulo, 16 de maio de 2008.
Grupo de Trabalho nacional – DS

Veja também

Lula: Quero andar pelo País para mexer com consciência do povo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começou, nesta quinta-feira (17), na Bahia, a jornada que fará pelo Nordeste do Brasil. Em Salvador, ele deu início ao projeto Lula pelo Brasil, que percorrerá 25 cidades, em 20 dias. Segundo o presidente de honra do PT, a caravana terá como objetivo “mexer com a consciência do povo brasileiro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook