Preso ou não, Lula continua importante, diz Koutzii

Em entrevista ao Jornal do Comércio de Porto Alegre, Flavio Koutzii detecta que as pesquisas vêm apontando que, quanto mais batem, mais o Lula se mantém como principal figura política nesse País. "Entendo que parte da direita não goste dele. Mas tenho dificuldades de compreender a vontade de acabar com as políticas públicas feitas com uma concepção explícita de repartição de renda". Ele defende ainda uma rápida definição do PT gaúcho quanto à candidatura ao governo estadual para 2018, e aponta o nome do ex-ministro Miguel Rossetto.

Leia mais »

Revolução socialista e a paz

A LUTA DOS POVOS OPRIMIDOS  – POR LÚCIO DA COSTA A Revolução Russa cujo centenário ora se comemora, tanto deu impulso inaudito ao movimento de libertação nacional dos povos da África, da Ásia e da América Latina, quanto renovou e ampliou a significação da luta de libertação dos povos submetidos …

Leia mais »

A solidariedade Sindical Internacional e o 28ª congresso da AFL-CIO | Lucíola Semião e Rosana Sousa

Saudamos este congresso em nome do fortalecimento de laços de solidariedade sindical entre os países. Em nossa visão, não há saída isolada. Compete às organizações sindicais a capacidade de fortalecer a unidade e laços de solidariedade. E por isso, junto a AFL-CIO, CSA e demais centrais sindicais das Américas, estaremos na Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo que acontece em novembro no Uruguai, uma construção coletiva que manifestará que as prioridades dos trabalhadores estado-unidenses é também parte da luta da classe trabalhadora de todo o continente.

Leia mais »

A economia do compartilhamento não ‘bate’ com a realidade altamente comercial. Entrevista especial com Tom Slee

Há alguns anos, parecia haver a crença de que a internet daria origem a uma terceira forma de organização: já temos mercados e Estados, e agora teríamos redes. Mas, embora as comunidades não comerciais como a Wikipédia fossem a inspiração para esse modelo, a Wikipédia é agora uma exceção: é o único site não comercial no “Top 50” do mundo. A retórica do trabalho livre impulsionado pela paixão ainda persiste, mas crescentemente não “bate” com a realidade altamente comercial.

Leia mais »