Home / Temas / Internacional / Jornada Continental: defesa da democracia e luta contra o neoliberalismo são base da unidade dos povos do continente

Jornada Continental: defesa da democracia e luta contra o neoliberalismo são base da unidade dos povos do continente

Iniciou hoje, 16/11, em Montevidéu, capital uruguaia o Grande Encontro da Jornada Continental pela Democracia e contra o neoliberalismo que segue até o sábado, dia 18. Cerca de 3000 militantes, de centenas de movimentos e organizações, de 23 países estão reunidos para debater os impactos da ofensiva neoliberal na nossa região e discutir estratégias e agendas de luta para defesa da democracia e luta contra o neoliberalismo.

Uma grande delegação da CUT Brasil e da CSD – CUT Socialista e Democrática está presente no evento, de vários estados e representando diversos ramos de atividade. Mais cedo nós falamos com Rafael Freire, dirigente da Confederação Sindical das Américas – CSA que é uma das principais impulsionadoras da jornada, ao lado da Marcha Mundial das Mulheres, da Via Campesina e outras organizações internacionais. Rafael integra a Coordenação Nacional da CSD e gravou um vídeo de 1min no qual aponta a importância da jornada para retomada de uma agenda de lutas unitárias no continente.

 O encontro de Montevidéu continua nesta sexta e sábado e uma força-tarefa de comunicação está dedicada a levar todas as informações para os que não puderam estar aqui. Você pode acompanhar tudo que acontece no facebook e twitter da Jornada:

Facebook: https://www.facebook.com/JornadaContinental/

Twitter: https://twitter.com/seguimos_lucha

O primeiro dia

Neste primeiro dia de encontro realizamos uma Marcha, apoiada pela PIT-CNT, central sindical uruguaia que realizou hoje uma greve parcial, em solidariedade aos ataques aos direitos trabalhistas no Brasil e na Argentina e em defesa da negociação coletiva, do direito à aposentadoria digna e ao trabalho para as pessoas com deficiência, a qual se somou à marcha que encerrou, no final da manhã, com um ato político. Veja a cobertura da Marcha:

📄 Com uma grande marcha, começa o Encontro de Montevidéu por Democracia e contra o Neoliberalismo  – http://bit.ly/JornadaAbertura

📹 Dr. Rosinha, Presidente do PT Paraná, fala diretamente da Marcha de abertura do Encontro de Montevidéu da Jornada – http://bit.ly/JornadaDrRosinha

📄 Unidade popular para construir uma sociedade justa e humana foi a tônica do ato de abertura do Encontro de Montevidéu da Jornada (em espanhol) http://bit.ly/AberturaJornada

Na parte da tarde, foram realizados dois painéis no Velódromo do Parque Battle, espaço que sedia o encontro. No primeiro foram discutidas algumas das estratégias e experiências de luta dos movimentos sociais no continente e no segundo painel os desafios frente à onda conservadora e os ataques à democracia. Participaram desses painéis a estudante Ana Julia Ribeiro, uma das lideranças da primavera secundarista que ocupou milhares de escola pelo Brasil em 2016 e o companheiro Pepe Mujica, ex-presidente do Uruguai, que empolgou o público com sua crítica feroz a um mundo cada vez mais desigual, seu amor pela humanidade e sua disposição para a luta. Você pode assistir a íntegra dos paineis no facebook da jornada:

📹 Íntegra do painel Seguimos em luta: povo em movimento – http://bit.ly/JornadaMesa1

📹 Íntegra do painel Seguimos em luta: desafios frente a onda conservadora e os ataques às democracias – http://bit.ly/JornadaMesa2

Seguimos em luta!

_

Este conteúdo foi produzido para CSD – CUT Socialista e Democrática, como conteúdo para seu envio diário de informações à militância social e sindical. Você também pode receber diariamente uma única mensagem desse tipo no seu Whatsapp ou Telegram, basta se inscrever nos Canais da CSD. Para receber no Whatsapp, cadastre o número 11987244556 nos contatos do seu celular e envie uma mensagem pelo aplicativo whatsapp contendo “quero receber” e o seu nome. Para receber no Telegram inscreva-se no canal da CSD http://t.me/CUTSocialistaeDemocratica.

Veja também

Juntos com Rossetto pelo Rio Grande

No final da década de 1990, nos disseram que as políticas “modernizantes” do neoliberalismo seriam …

Comente com o Facebook