Home / Conteúdos / Artigos / José Eduardo Cardozo é candidato à presidência nacional do PT

José Eduardo Cardozo é candidato à presidência nacional do PT

Em reunião no sábado (6/10) o grupo Mensagem ao Partido, que agrega militantes do PT de todas as regiões do Brasil e várias tendências partidárias, definiu o lançamento da candidatura de José Eduardo Cardozo à presidência do partido e a formação de uma chapa para a Direção Nacional. O PED (Processo de Eleições Diretas do PT) acontece nos dias 2 e 16 de dezembro.

A reunião, com mais de 150 militantes, teve a presença de signatários e ativistas da Mensagem ao Partido, entre deputados federais e estaduais, ministros, prefeitos e vereadores, como os deputados federais Paulo Teixeira (SP) e Henrique Fontana (RS), o ministro da Justiça Tarso Genro, os prefeitos Recife (João Paulo Lima e Silva) e Niterói (Godofredo Pinto), o deputado estadual gaúcho Raul Pont e Elói Pietá, prefeito de Guarulhos e um dos coordenadores da Mensagem.

A Mensagem ao Partido se organizou para debater os rumos do partido no III Congresso Nacional do PT, que ocorreu em setembro, e manteve-se ativa após essa discussão, decidindo lançar uma candidatura à presidência e chapa à direção nacional. Também são integrantes do grupo mais de uma dezena de intelectuais, o ministro da Educação Fernando Haddad e o secretário nacional de Direitos Humanos Paulo Vannuchi, e os ex-ministros Olívio Dutra e Miguel Rosseto.

“Os objetivos principais da candidatura e da plataforma da Mensagem ao Partido são discutir um projeto muito claro de defesa da ética, a revitalização das instâncias partidárias e que o PT volte a ter uma vida democrática intensa”, disse José Eduardo. “Também reafirmamos a defesa intransigente do Governo do presidente Lula.”

A plataforma da Mensagem ao Partido também engloba propostas como a criação de um movimento nacional em defesa da Reforma Política, a introdução nos processos internos já em 2008 do Código de Ética, que foi aprovado durante o Congresso Nacional do partido, além de defesa de políticas partidárias claras em temas como Meio Ambiente, Reforma Agrária, Mulheres e Juventude.

José Eduardo destacou que o documento prevê uma mudança no atual modelo de direção do partido – em que “as decisões são tomadas apenas por alguns”. “Nossa intenção é romper com a lógica das correntes tradicionais do PT, e a própria Mensagem é uma união de várias tendências do partido”, completou.

“O PT precisa resgatar a democracia interna, comprometida pelo padrão de direção implementado nos últimos anos, para retomar seu caráter militante e combativo, com mobilização social e ousadia para aprofundar as mudanças necessárias à sociedade brasileira. Só a decisão da construção de um partido militante, de mobilização popular, pedagógico na relação com os trabalhadores e os setores excluídos poderá nos distanciar das práticas que produziram à crise de 2005. A escolha de José Eduardo Cardozo está diretamente relacionada à sua trajetória  política e à capacidade de levar adiante essas bandeiras”, afirmou o deputado federal Paulo Teixeira.

Já o ministro da Justiça disse que o lançamento da candidatura “dá sustentação à necessidade de renovação profunda do PT”. “Essa renovação é sintetizada na proposta de candidatura de José Eduardo Cardozo, que encarna a renovação do partido, defesa intransigente do Governo Lula e sustentação de um projeto partidário renovado”, afirmou.

Para a cientista política Maria Victória Benevides, também presente à reunião, a candidatura cumpre papel “pedagógico”, ao reafirmar para os jovens o projeto político do partido. “O PT continua sendo a melhor opção para aqueles que têm como princípios a defesa da igualdade e liberdade, entre outros valores”, disse. “E o apoio à candidatura de José Eduardo traz esse significado. Creio também que nosso grupo poderia também trazer outro nome: Mensagem à Sociedade Brasileira, já que carrega grande significado neste sentido.”

“A responsabilidade de José Eduardo é muito grande, já que terá a missão de levar ao partido as idéias que todos nós discutimos neste grupo”, disse o prefeito de Recife João Paulo Lima, que é presidente da FNP (Frente Nacional de Prefeitos).

Debates

Segundo o regulamento do PED 2007, aprovado pelo Diretório Nacional do PT, serão promovidos debates entre as chapas e entre os candidatos à presidência, em capitais de todo o país. José Eduardo Cardozo irá participar ativamente das discussões.

Veja também

Feminismo de esquerda é tema de debate rumo ao encontro setorial de mulheres

Como parte de um processo coletivo e aberto de preparação para o Encontro Secretaria de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook