Home / Conteúdos / Artigos / Livro conta a história do 8 de março

Livro conta a história do 8 de março

Nos 100 anos do Dia Internacional da Mulher, a SOF (Sempreviva Organização Feminista) e a Editora Expressão Popular lançam o livro AS ORIGENS E A COMEMORAÇÃO DO DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES, de Ana Isabel Álvarez González, traduzido do espanhol. A obra aborda o movimento das mulheres socialistas do final do século XIX e início do século XX, e ajuda a conhecer a história do 8 de março.

Diversas são as histórias que tentam contar a origem do Dia Internacional das Mulheres, comemorado no dia 8 de março ao redor do mundo.

Conhecer as motivações e desvendar os mitos e os fatos que deram origem ao 8 de março é o que nos traz o livro de Ana Isabel Álvarez González, agora traduzido para o português. A pesquisa realizada pela autora vai a fundo conhecer a história do movimento de mulheres socialistas do final do século 19 e início do século 20. Revela embates e contradições dentro do movimento socialista quanto ao reconhecimento da importância da igualdade entre os sexos e da libertação das mulheres.

A luta das mulheres reivindicava o direito ao voto, seu reconhecimento como portadoras de bens e direitos, o acesso ao trabalho e ao espaço público.

Ao se completar um século desde que as mulheres socialistas reunidas em Copenhague aprovaram a proposta do Dia Internacional das Mulheres, a recuperação do significado dessa data é uma contribuição importante para a reflexão sobre os desafios, as formas de organização e as reivindicações que mobilizam a luta das mulheres ainda hoje.

A autora relata também os acontecimentos do trágico e marcante incêndio em uma fábrica nos Estados Unidos, no qual mais de cem operárias foram mortas. Tal evento foi de suma importância para o desenvolvimento do movimento operário estadunidense, porém, a autora desconstrói o mito que o vincula à criação do Dia Internacional das Mulheres.

O livro AS ORIGENS E A COMEMORAÇÃO DO DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES será lançado dia 13 de Março, às 16h, em Várzea Paulista-SP (Av. Projetada, ao lado do Espaço Cidadania e da Prefeitura) durante a 3ª Ação Internacional da Marcha Mundial das Mulheres.

Veja também

Carta ao povo brasileiro

Em texto enviado neste domingo (13) movimento reafirma convicção na inocência de Lula defende seu direito de concorrer às eleições presidenciais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook