Em destaque

Pelo direito de viver e liberdade | Mario Magno

“A história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa.” Karl Marx Quando lembramos das lutas e resistências dos povos do sul, vemos uma história baseada em sangue e sonhos. A elite sempre quis, transversalmente, impor suas vontades e interesses e faz o necessário para que …

Leia mais »

Cenário de guerra | Margarida Salomão

É brutal a ofensiva do governo Michel Temer no campo da educação. São ataques em todas as frentes, unificados de forma mais efetiva pela vigência da Emenda Constitucional do Fim do Mundo (a EC 95), que assegura, na prática, a impossibilidade de que o Plano Nacional de Educação de 2014, aprovado por unanimidade no Congresso, seja tirado do papel.

Leia mais »

Outras notícias e Artigos

fevereiro, 2019

  • 14 fevereiro

    Chico Mendes vive, porque sua luta nunca morre!

    Em nota a CUT repudia declarações do Ministro do Meio Ambiente que, de forma "ignorante", desvalorizou a trajetória de Chico Mendes para defender suas posições pessoais na regulação ambiental. Para dirigente da Secretaria de Meio Ambiente da CUT Bolsonaro e seus ministros se utilizam das declarações estapafúrdias e ignorantes para gerar polêmica e desviar o foco da agenda de retrocesso de suas pastas.

    Leia mais »
  • 13 fevereiro

    Em defesa da Revolução Bolivariana! | Gustavo Codas e Lucio da Costa

    A principal batalha do momento no nosso continente é a da Venezuela. Se o governo Trump e seus aliados venezuelanos forem vitoriosos, as consequências políticas e econômicas para nossos povos serão terríveis e duradouras. Se o povo venezuelano resistir à agressão do imperialismo estadunidense, os povos de nossa região terão melhores condições para deter o processo pelo qual estamos voltando a ser o “quintal” dos EUA.

    Leia mais »
  • 13 fevereiro

    O teste do Projeto Anticrime: qual a força de Moro no Governo? | Jordana Dias

    Com publicidade panfletária e falas populistas, Moro faz parecer que o problema de segurança pública é simples. E não é. Da maneira como se constrói essa proposta, a perspectiva é de mais mortes e encarceramento, o que alimenta o Crime Organizado, atemoriza a população e sacrifica ainda mais as pessoas mais vulneráveis do país: pretas, pobres e periféricas.

    Leia mais »