Home / Conteúdos / Artigos / Paulo Teixeira se reúne com Maria da Conceição Tavares e Robson Leite

Paulo Teixeira se reúne com Maria da Conceição Tavares e Robson Leite

1019566Por Robson Leite *

Na última sexta-feira, estive em uma rica e animada conversa na casa da professora Maria da Conceição Tavares junto com o companheiro Paulo Teixeira sobre política, economia e a disputa interna no PT.

Como bem disse a professora, militante e parlamentar histórica do nosso partido, “objetivamente nós temos o desafio, depois da reeleição da Dilma, de termos apoio (dentro do PT) para fazer as reformas indispensáveis -política, tributária etc- para que o nosso país avance para uma democracia de massas”.

Ademais, precisamos ouvir a voz das ruas e a candidatura do Paulo Teixeira tem essa característica de ouvi-la para canalizar para dentro do Partido. Paulo representa o futuro de um PT que queremos: popular, democrático e de esquerda.

Nesse sentido, entendo que neste momento temos a necessidade de começar uma inflexão dentro do PT. A nossa responsabilidade não é só ganhar as eleições, pois pior que perder as eleições é perder a nossa identidade e o nosso partido tem lado na luta.

No Rio de Janeiro, temos um cenário representativo. Precisamos dizer basta a posição de uma legenda de mero apoio e sem espaço para interferir no projeto político hegemônico dos (des)governos Cabral e Paes. O único caminho é o rompimento com o PMDB, rumando definitivamente para um projeto que resgate um PT de esquerda, popular e identificado com as lutas das trabalhadoras e dos trabalhadores.

* Robson Leite é Deputado Estadual (PT) e membro da Coordenação Estadual da DS-RJ. 

Veja também

As eleições 2018 e a renovação da esperança sul-americana | Mateus Mendes de Souza

Apenas a eleição de Lula e do PT poderá devolver aos trabalhadores e trabalhadoras sul-americanos a perspectiva de retomar uma trajetória de desenvolvimento social e econômico inclusivos. Somente isso poderá impedir que a América do Sul seja devolvida à condição de colônia com o requinte de crueldade da (re)instituição da escravidão moderna. Esta é a responsabilidade que está nas mãos da militância não só do PT, mas de todos os brasileiros que querem que um mundo justo seja construído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook