Home / Conteúdos / Notícias / Plenária Nacional da DS será realizada após as eleições municipais

Plenária Nacional da DS será realizada após as eleições municipais

175046Na última sexta-feira (9) a Coordenação Nacional da DS se reuniu no Hotel San Raphael, em São Paulo, para debater o cenário das eleições municipais deste ano e elaborar o texto-base para a Plenária Nacional da corrente.

A Plenária, que a princípio aconteceria no primeiro semestre deste ano, foi adiada em razão do calendário eleitoral e do grande número de compromissos da militância no período – congressos estaduais e nacional da CUT, encontros setoriais do PT. Com isso, a Plenária Nacional da DS será realizada após o fim do período eleitoral, em data ainda a ser definida pela coordenação.

O debate a respeito da elaboração do texto-base da Plenária foi o ponto que tomou a maior parte do tempo da reunião. O texto, que será divulgado até o final de março, tem como eixos principais a transição para um novo período histórico – iniciado com a crise do modelo neoliberal -, a dinâmica da revolução democrática brasileira e a contribuição da corrente para a elaboração dos programas de governo do PT e para o crescimento do partido nas próximas eleições.

Na resolução de sua X Conferência Nacional, a DS já enxergava na crise econômica internacional – iniciada em 2008 – um processo que marca o fim da longa hegemonia do projeto neoliberal no mundo. Essa visão é reafirmada pela corrente, mas ela entende que o modelo que resultará dessa crise ainda está em disputa. 

Para a Coordenação, uma tarefa fundamental para fazer a disputa desse modelo deve ser construir um plano estratégico que contenha os eixos centrais para a atuação da corrente na tarefa de debater e procurar influenciar a forma de atuação do PT, do governo e dos movimentos sociais, no sentido da construção da revolução democrática brasileira – processo que entendemos estar  atualmente em curso no Brasil, mas que é cotidianamente disputado com os grupos conservadores que trabalham para que isso não aconteça.

Reunião da Coordenação Nacional

A parte da manhã da reunião foi dedicada a apresentação de um informe sobre a IV Conferência da CSD, que aconteceu entre os dias 2 e 4 de março, e de relatos dos estados a respeito do cenário eleitoral para o pleito municipal de outubro. Já o debate sobre a concretização das estratégias para a construção da revolução democrática brasileira deu o tom da maior parte das intervenções durante a reunião da coordenação, na parte da tarde.

Entre os novos pontos propostos ao texto, se destacam a necessidade abrir uma ofensiva orçamentária para que os gastos com os direitos sociais – saúde, educação, moradia, etc – tenham um maior status no orçamento da União (há espaço para isso na diminuição do superávit primário); a criação de um espaço para pensar qual é o tipo de economia que queremos e para traçar marcos orientadores de transição para uma sociedade socialista, que sirvam de base para nossos gestores públicos fazerem suas escolhas cotidianas.

Veja também

Juntos com Rossetto pelo Rio Grande

No final da década de 1990, nos disseram que as políticas “modernizantes” do neoliberalismo seriam …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook