Home / Conteúdos / Artigos / Seleção Brasileira dos Injustiçados

Seleção Brasileira dos Injustiçados

Como acho que temos time de sobra para ter faturado as Copas de 1990 em diante, vou lançar aqui um desafio aos leitores do nosso Boletim, e aproveitar para fazer uma homenagem àqueles jogadores que por uma série de questões (teimosia dos treinadores, contusão em véspera de convocação, o titular era realmente melhor, morte, ou por terem exagerado na madrugada não cuidando da forma física necessária a um atleta) não tiveram chances de serem aproveitados em nossas seleções, ou de poderem se firmar na equipe.Como a discussão tem a ver com o período de 1974 para cá, convocarei uma seleção, de 23 craques, que jogaram muita bola desse período em diante:

Goleiros: Raul(Cruzeiro e Flamengo) e Wendell(Botafogo),

Zagueiros: Válber(São Paulo), Antônio Carlos(Palmeiras), Geraldo(América e Vasco),Figueiredo(Flamengo),

Laterais: Orlando(Santos, América e Vasco), Cláudio(Internacional), Vladimir(Corinthians) e Felipe(Vasco e Cia),

Volantes: Pintinho(Fluminense), Andrade(Flamengo), Dirceu Lopes(Cruzeiro),

Meias: Ademir da Guia(Palmeiras), Edu(América), Geraldo Assobiador(Flamengo), Zenon(Guarani), Adílio(Flamengo),

Atacantes: Evair(Palmeiras), Cláudio Adão( Santos e Cia), Renato Gaúcho(Grêmio e Cia), Joãozinho(Cruzeiro), Julio César-Uri Geller(Flamengo),

Como vocês perceberam só convoquei dois goleiros, em compensação estão no elenco os dois mais endiabrados ponta esquerda que vi jogar.
Cabe a você agora escalar os onze titulares desse time, ou então convocar um outro elenco,aí o problema é seu.

Envie um e-mail para gente escalando a sua seleção: contato@democraciasocialista.org.br


Leia a primeira parte deste artigo:

Uma era perdida para o futebol [Link Indisponível]

Veja também

Para além do financiamento: por um sindicalismo combativo! | Milton Rezende

Diante da reforma trabalhista, que entra em vigor em novembro, a principal discussão na mídia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook