Home / Conteúdos / Artigos / Uma agenda militante dentro do FSM

Uma agenda militante dentro do FSM

Confira alguma das principais atividades da esquerda social e partidária.

O FSM 2005 terá mais de duas mil atividades entre conferências, assembléias, oficinas, marchas e intervenções culturais. Destacamos aqui algumas cujo objetivo é buscar respostas para os desafios postos à esquerda social e partidária no Brasil e em âmbito internacional.

O Instituto Isaac Akcelrud, junto com outras expressões da esquerda petista, organiza na sexta-feira, 28, das 15h30 às 18h30, o debate “Brasil: Os desafios da esquerda socialista hoje. Apresentação da Carta aos Petistas”. A mesa será conformada por intelectuais e representantes da esquerda do PT. Acontecerá no Espaço TERRAU do Acampamento da Juventude.

Do Instituto também terá lugar a mesa “As esquerdas e as alternativas ao neoliberalismo”, no sábado, 29, das 15h30 às 18h30, na sala F601 (Espaço Lutas Sociais). Debaterão: Raul Pont, do PT; Roberto Regalado, do PC de Cuba; Judith Valencia, do Capítulo Venezuela da Aliança Social Continental, e F. Sabado, da LCR-França.

Agenda dos movimentos

A Aliança Social Continental, a CUT e o Fórum de São Paulo organizam dois debates entre representantes de partidos políticos, movimentos sociais e governos progressistas sobre a conjuntura na América Latina e alternativas, no dia 28, na sala F901 (Espaço Lutas Sociais), das 8h30 às 11h30 e das 12h às 15h.

Ainda dentro desse marco, ocorrerá a grande conferência do presidente da República Bolivariana da Venezuela, Hugo Chávez, que participará do FSM a convite das entidades da Coordenação de Movimentos Sociais. Será no Gigantinho, no domingo, dia 30, das 18h às 21h.

As principais atividades dos movimentos serão a Assembléia Mundial dos Movimentos Sociais, a primeira das quais será na quinta-feira 27, das 8h30 às 11h30 na sala G901 (Espaço Paz e Desmilitarização).

Igualmente importante será a Assembléia da Marcha Mundial de Mulheres que acontecerá no dia 27, das 15h30 às 21h na sala F603 (Espaço Lutas Sociais) e a da Campanha Continental contra a ALCA que acontecerá no dia 28 na sala G901 das 8h30 às 11h30. No domingo, na mesma sala e horário, acontece a Assembléia das Campanhas contra a Guerra.

No plano festivo, acontecerá a comemoração dos 25 anos do Partido dos Trabalhadores. Ela se dará no Centro Municipal de Eventos da Cultura Gaúcha, no Parque Harmonia, dia 29, às 20h30. Na segunda-feira, 31, pela manhã, haverá uma nova Assembléia Mundial dos Movimentos Sociais e uma marcha, em locais a serem divulgados.

Veja também

Instabilidade, sobrenome Temer

Por Elvino Bohn Gass* Ao contrário dos discursos dos deputados que o salvaram, o peemedebista …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook