Home / Conteúdos / Notícias / Venezuela é oficializada como membro do Mercosul

Venezuela é oficializada como membro do Mercosul

320611Em ato que contou com a presença dos presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, da Argentina, Cristinha Kirchner, e do Uruguai, José Mujica, foi oficializada, nesta terça-feira (31), a inclusão da Venezuela ao Mercosul, em cerimônia realizada em Brasília. O presidente da nação recém-admitida ao bloco, Hugo Chavez, também participou do evento.

A entrada da Venezuela no Mercosul foi aprovada no mês passado,  em reunião entre os presidentes de Uruguai, Brasil e Argentina, após a suspensão do quarto membro, Paraguai — cujo Senado vetava a inclusão da Venezuela desde 2006 —, devido à destituição do presidente Fernando Lugo.

Para o deputado Dr. Rosinha (PT-PR), vice-presidente do Parlamento do Mercosul (Parlasul),   o ingresso da Venezuela no bloco enseja celebração, dado o impacto positivo tanto no âmbito do Mercosul como da própria América do Sul:

“Com a crise econômica que ronda o mundo, em especial Europa e Estados Unidos – a decisão de reforçar o Mercosul com a Venezuela é estratégica. É importante do ponto de vista comercial, econômico e também político”, disse o parlamentar.

Dr. Rosinha rebateu as críticas da direita brasileira à presença da Venezuela como membro pleno do Mercosul. “Era para todo o Brasil festejar, mas a nossa direita é ideologicamente doente.  A Venezuela é um parceiro econômico e comercial estratégico para o Brasil e, afora isso, sua presença no Mercosul é também uma conquista democrática. A direita precisa perceber que, quanto mais integração, mais democracia e mais difícil ocorrer qualquer tentativa de cunho autoritário “,  disse. O parlamentar rebateu também críticas à decisão dos chefes de Estado do Mercosul de suspender o Paraguai do Mercosul até a realização das próximas eleições presidenciais naquele país. Ele lembrou que foi uma suspensão política, sem afetar os acordos e sem prejudicar o povo paraguaio e para que eles não sejam vítimas.

Dilma saúda a entrada da Venezuela

Já a presidenta Dilma Rousseff saudou a entrada da Venezuela no bloco e chamou a atenção para o fato de que, com o novo integrante, o Mercosul torna-se a quinta economia mundial.

“O Mercosul inicia uma nova etapa. De agora em diante, nos estendemos da Patagônia até o Caribe. Considerando os quatro países mais ricos do mundo, os Estados Unidos, a China, Alemanha e o Japão, o Mercosul é somado à quinta economia, nessa ordem. A presença venezuelana aporta muito nesse sentido, reforça nossos recursos, abre oportunidades a vários empreendimentos”, disse Dilma, em declaração à imprensa após reunião do bloco.

O Mercosul

Pertencem ao Mercosul Brasil, Argentina, Uruguai, Venezuela e o Paraguai (suspenso até abril 2013). Chile, Equador, Colômbia, Peru e Bolívia são países associados. O México e a Nova Zelândia são observadores.

A entrada da Venezuela, entretanto, só será efetivada a partir do dia 13 de agosto, tempo necessário para a análise dos documentos apresentados. Com o ingresso da Venezuela, o bloco contará com uma população de 270 milhões de habitantes – equivalente a 70% da população da América do Sul, um PIB a preços correntes de US$ 3,3 trilhões – 83,2% do PIB sul-americano – e um território de 12,7 milhões de km² – 72% do território do continente.

* Com informações do UOL e do site da Liderança do PT na Câmara.

Veja também

Juntos com Rossetto pelo Rio Grande

No final da década de 1990, nos disseram que as políticas “modernizantes” do neoliberalismo seriam …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook