Home / Conteúdos / Notícias / Abertura da Conferência de Juventude terá Mujica e Dilma

Abertura da Conferência de Juventude terá Mujica e Dilma

2631521Com o tema “As Várias Formas de Mudar o Brasil”, a Conferência começa na quarta e segue até o sábado (19)

Mais de dois mil delegados de todos os estados do País se encontram a partir da próxima quarta-feira (16) em Brasília (DF) para a etapa nacional da 3ª Conferência Nacional de Juventude.

Com o tema “As Várias Formas de Mudar o Brasil”, a Conferência segue até o sábado (19), reunindo jovens, eleitos nas etapas presenciais e digital, que representarão as reivindicações e lutas da juventude brasileira. Os debates servirão de subsídio para a formulação do Plano Nacional de Juventude.

A cerimônia da abertura contará com a presença da ministra das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Nilma Lino Gomes, ao lado do secretário nacional de Juventude, Gabriel Medina, e do presidente do Conselho Nacional de Juventude, Daniel Souza.

Após a abertura acontecerá um grande encontro dos jovens com o ex-presidente e atual senador uruguaio, José Pepe Mujica, ao lado da presidenta Dilma Rousseff.

“A presença de Mujica e da presidenta Dilma reforça a celebração de valores de participação política, respeito às diversidades e desconstrução de preconceitos, principais objetivos da Conferência”, afirma o secretário nacional de Juventude, Gabriel Medina.

Durante a Conferência, os delegados irão debater e votar propostas de políticas públicas prioritárias a serem implementadas pelos governos, em grupos de trabalho divididos entre os 11 eixos do Estatuto da Juventude: Participação, Educação Segurança, Meio Ambiente, Trabalho, Saúde, Cultura, Esporte, Diversidade, Território e Comunicação. Outros temas serão discutidos em Arenas Livres, espaços de livre participação entre os participantes da Conferência e convidados.

Todo o evento será divulgado por jovens midiativistas e coletivos de comunicação por meio de uma cobertura colaborativa. Parte das atividades serão transmitidas ao vivo pelojuventude.gov.br e a programação poderá ser acompanhada pelo site e redes sociais da SNJ e dos coletivos da cobertura colaborativa a partir da hashtag #3ConfJuv.

Ao longo da programação haverá uma mostra artística, cultural e científica selecionada por meio da chamada pública “Manifesta”, que traz uma grande diversidade de shows, oficinas, pesquisas, materiais audiovisuais e danças produzidas por jovens de todo o Brasil.

A primeira noite da Conferência, misturando-se com as atividades propostas pelos jovens, contará com show do rapper Emicida e de convidadas como as rappers Karol Conká e Drik Barbosa, além do MC Rico Dalasam.

Combate ao racismo – Os dois novos módulos do Disque 100, que receberá também denúncias de racismo, serão lançados na abertura da Conferência Nacional de Juventude.

O serviço, que já recebe denúncias de violações de direitos humanos contra diversos públicos, passa a contar com um novo módulo que receberá denúncias de violações contra a juventude negra, mulher ou população negra em geral; e outro módulo para denúncias de violações contra comunidades quilombolas, de terreiros, ciganas e religiões de matriz africana.

Para o secretário especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Ronaldo Barros, trata-se de mais um importante instrumento de enfrentamento ao racismo que o governo brasileiro oferece à população negra.

“A população negra brasileira passa a contar com este importante instrumento para o enfrentamento ao racismo e à intolerância religiosa. Não podemos nos calar diante da violência, seja ela qual for, e o que o governo faz agora é oferecer mais caminhos para que a população negra não se cale e denuncie a violência que tem como motivação o racismo”, declara.

Clique aqui e confira a programação completa

Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações da “Secretaria Nacional de Juventude” e “Portal Vermelho”

Veja também

Margarida Salomão e Maria do Rosário apresentam chapa 290 em Porto Alegre

"Para nós socialistas, o sentido de democracia é participação. Para o PT defendemos a relevância da participação da base e transparência. Queremos que as finanças sejam geridas coletivamente. Estas medidas são importantes para fazermos, não a autocrítica que a mídia cobra, mas a autocrítica que devemos para nós mesmos.", defendeu a deputa mineira Margarida Salomão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook