Notícias
Home / Temas / Brasil / Bohn Gass esclarece: “Lula não suspendeu o crédito rural. Bolsonaro é que não deixou dinheiro”

Bohn Gass esclarece: “Lula não suspendeu o crédito rural. Bolsonaro é que não deixou dinheiro”

Questionado sobre a falta de recursos para o Crédito Rural, o vice-líder do governo Lula no Congresso, deputado Elvino Bohn Gass (PT/RS), esclarece:

“A verdade é que o Plano Safra do governo Bolsonaro disponibilizou apenas R$ 19,8 bilhões para o BNDES usar em mais de 10 programas, entre eles o Crédito Rural. Todo mundo sabia que esse valor era insuficiente. A demanda histórica sempre foi muito superior. Por isso, em outubro do ano passado o próprio governo Bolsonaro paralisou o Crédito Rural”.

Bohn Gass também considera fundamental que se esclareça o esforço que Lula fez, já no primeiro mês de governo, para retomar o crédito.

“Quando assumimos, não havia um centavo para o Crédito Rural. Então, nosso governo conseguiu aportar R$ 2,9 bilhões de recursos adicionais para produtores rurais e suas cooperativas. Tanto que, em 26 de janeiro deste ano, os contratos reabriram. Acontece que a demanda estava reprimida há meses e os recursos foram consumidos em poucos dias.”

Por isso, segundo Bohn Gass, qualquer acusação que se faça contra o governo Lula neste tema, mais do que mentirosa, é profundamente injusta.

FUTURO – O vice-líder informa que a nova direção do BNDES é sensível às necessidades do setor agropecuário e, como sabe que o banco é responsável pela execução de, aproximadamente 18% das verbas do Plano Safra, já está trabalhando para viabilizar novos recursos.

“Em síntese, o Crédito Rural paralisado é um exemplo da destruição de políticas públicas pelo governo Bolsonaro. Mas já recriamos o Ministério do Desenvolvimento Agrário que, junto com o novo Ministério da Agricultura e com a participação de das entidades e representações dos agricultores familiares e do agronegócio, vai formatar em breve o novo Plano Safra e garantir o crédito necessário”.

Via bohngass.com.br

Veja também

Israel quer expulsar 600 mil crianças palestinas de Rafah | Jeremy Scahill

Sobreviventes já vivem em condições precárias, e após tomar a passagem de fronteira Israel pretende …

Comente com o Facebook