Home / Temas / Antirracismo / Consciência negra

Consciência negra

Jornal DS 24 [nov2009]. Dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, tem que virar feriado nacional. Essa é uma das reivindicações da Marcha Zumbi dos Palmares neste ano. A pauta que o movimento vai visibilizar nesse dia de lutas é: fim do racismo, da discriminação, do preconceito, da homofobia, do machismo e da intolerância religiosa. Defendem-se as ações afirmativas, discute-se a aprovação do Estatuto da Igualdade Racial, além de se apresentar a demanda emergencial pela aprovação do Projeto das Cotas – PL 73/99; a implementação da Lei 10.639, que torna obrigatório o ensino da História e da Cultura Africana e a titulação das terras de Quilombos. A primeira Marcha aconteceu em em novembro de 1995, ano em que se relembrava os 300 anos da morte do líder Zumbi.

Veja também

As eleições 2018 e a renovação da esperança sul-americana | Mateus Mendes de Souza

Apenas a eleição de Lula e do PT poderá devolver aos trabalhadores e trabalhadoras sul-americanos a perspectiva de retomar uma trajetória de desenvolvimento social e econômico inclusivos. Somente isso poderá impedir que a América do Sul seja devolvida à condição de colônia com o requinte de crueldade da (re)instituição da escravidão moderna. Esta é a responsabilidade que está nas mãos da militância não só do PT, mas de todos os brasileiros que querem que um mundo justo seja construído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook