Home / Conteúdos / Artigos / Da lógica de transição à legitimação da agenda democrática e popular

Da lógica de transição à legitimação da agenda democrática e popular

As dificuldades crescentes da candidatura Alckmin demonstram o grau de deslegitimação das propostas neoliberais diante da democracia brasileira. É hora, portanto, de maximizar a derrota neoliberal, inclusive nas disputas estaduais, e construir a legitimidade pública das reformas democráticas, nacionais e populares.

Clique aqui e acesse a edição completa no site da Fundação Perseu Abramo.

Veja também

Diálogos na esquerda | Raul Pont

O sistema eleitoral de dois turnos, criado para barrar vitórias populares e permitir arranjos eleitorais na direita, exige de nós uma resposta unificada desde o primeiro turno e/ou o compromisso aberto e franco de identidade comum de programa e de apoio mútuo no segundo turno. Esse é o sentimento e a reivindicação dos movimentos sociais e dos lutadores sem partido que estão conosco nas frentes de luta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook