Home / Conteúdos / Artigos / Encontro Nacional de mulheres reforça unidade nas lutas

Encontro Nacional de mulheres reforça unidade nas lutas

“Fiquei emocionada com o debate. Parecia que muitas falas eram diretamente para mim. Foi um crescimento muito grande”, avalia Paula Cristina, da Associação Odum Orixás, de Belo Horizonte. O Encontro Nacional das Mulheres em Luta pela soberania alimentar e energética, que terminou ontem (31/08), foi o primeiro de Paula, e ela espera ser o primeiro de muitos.

Nalu Faria, da coordenação do encontro pela Marcha Mundial de Mulheres, aponta que o interesse das mulheres pelo tema debatido foi um dos pontos positivos. “A questão energética e alimentar é estratégica e está ligada ao trabalho cotidiano das companheiras. O encontro mostrou que existem alternativas, que as coisas não estão dadas, e que as mulheres podem se envolver e se fortalecer cada vez mais com as lutas concretas”, completa

Outro ponto destacado por Nalu é a construção da unidade entre as mulheres de diversas organizações do campo e da cidade, mesma opinião é compartilhada por Soniamara Maranho, da coordenação pelo Movimento dos Atingidos por Barragens.  Segundo ela o encontro contribuiu para unificar a estratégia dos movimentos, o conceito de feminismo e avançar na qualificação das lutas. “Avançamos para a construção de um projeto popular, a partir da organização das mulheres da classe trabalhadora”, finaliza.

Por fim, Lourdes Vicente, da coordenação do encontro pelo Movimento Sem Terra afirma: “Aqui, nós percebemos que os problemas vivenciados pelas mulheres da cidade são os mesmos vivenciados pelas camponesas. A questão energética e alimentar é comum às nossas companheiras. Para tanto, nada melhor que lutas unificadas e nesse sentido foram apontadas algumas lutas para o próximo período, a partir da necessidade de as mulheres se organizarem para enfrentar a realidade”,

Fonte: www.sof.org.br/encontro

Veja também

Carta ao povo brasileiro

Em texto enviado neste domingo (13) movimento reafirma convicção na inocência de Lula defende seu direito de concorrer às eleições presidenciais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook