Notícias
Home / Destaques DS / Nalu Faria, uma revolucionária socialista e feminista

Nalu Faria, uma revolucionária socialista e feminista

De nós
restará algo mais do que o gesto ou a palavra:
este desejo ardente de liberdade,
esta embriaguez,
é contagiante!
Gioconda Belli

Nalu Faria, feminista, histórica dirigente da Marcha Mundial das Mulheres, do Partido do dos Trabalhadores e da Democracia Socialista, faleceu hoje, 6 de outubro, devido a uma parada cardíaca. Contudo, seu coração segue pulsando em cada uma e um de nós. Sua força de viver, sua dedicação e sua luta permanecem vivas, pois sua perda física não nos tira seu exemplo, que segue sendo semente para a construção de um horizonte revolucionário.

Nascida em Água Comprida, no Triângulo Mineiro, Nalu Faria iniciou sua militância política no movimento estudantil, durante o curso de Psicologia nas Faculdades Integradas de Uberaba (FIUBE). Participou da fundação do PT em Minas Gerais e, em 1983, se juntou à construção do partido em São Paulo.

Integrou a Democracia Socialista, tendência do Partido dos Trabalhadores, sendo decisiva para que ela se tornasse uma corrente feminista. Carregava a força, a solidariedade e o espírito revolucionário, contribuindo generosamente para a formação de gerações de militantes. Seu coração latino-americano e internacionalista ajudou a convocar mulheres e homens das várias partes do mundo em uma ação militante comprometida, radicalmente transformadora e sempre cheia de esperança.

Desde 1986, atuante na Sempreviva Organização Feminista, construiu um feminismo que aliou teoria, prática e unidade das trabalhadoras do campo e da cidade. Sempre acreditou na capacidade transformadora da ação feminista, a partir da prática coletiva, irreverente, libertária, solidária e ancorada na educação popular. Acreditava que as mulheres, quando se juntam na luta, ganham força de vida. É parte imprescindível da história das lutas sociais, feministas, antirracistas, antineoliberais e anticoloniais do nosso tempo. 

Firme nos propósitos e convicta nos ideias de outro mundo possível, a revolução socialista, internacionalista e feminista perde um dos seus melhores quadros, uma das suas militantes mais dedicadas e aguerridas. Nalu nos ensinou a ir sempre além, a questionar as estruturas, cultivar a crítica em prol da ação coletiva e a sermos sempre firmes. Sua generosidade, companheirismo e sua amizade vão sempre deixar muitas saudades. 

Não mais compartilharemos de sua presença física, sua firmeza e coerência, mas ela estará presente com seu  exemplo de luta, por meio da construção do feminismo do campo popular e socialista no Brasil, na América Latina e no mundo. Nalu encarnava e deixou em nós um pouco da práxis da verdadeira revolucionária: doou sua vida à causa coletiva, de maneira aguerrida, solidária, corajosa e dedicada, sem perder a ternura. Quem é mesmo a morte para ter a pretensão de finar uma vida tão bela?

Uma revolucionária nunca morre. A luta de Nalu faz com que ela siga viva em todas aquelas companheiras e companheiros que compartilharam o mesmo espaço-tempo físico que ela e os mesmos sonhos, e seguirá nas próximas gerações, provocando irreverência e rebeldia para a construção e transformação cotidiana rumo a um mundo novo. Seguiremos em Marcha, carregando o espírito libertário de Nalu em cada luta feminista, anticapitalista e de rebeldia do nosso tempo.

Nalu, presente!
Democracia Socialista

HOMENAGEM
O velório de nossa companheira Nalu Faria acontecerá no domingo, dia 08 outubro, a partir de 10h, no Galpão do Armazém do Campo (Alameda Eduardo Prado, 474, Campos Elíseos). Saindo às 15h para o Crematório de Vila Alpina, onde acontecerá a cerimônia de cremação às 16h.

Próximo Prev
SNenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.
SNalu Faria - 13/11/2015 - Saopaulo - Fotografia - Folha de S.Paulo
 
 
Nenhuma descrição de foto disponível.
SNenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.
Nenhuma descrição de foto disponível.
Próximo Prev

Veja também

Texto-base e Orientações – 4ª Plenária Nacional da Democracia Socialista: Nalu Faria, presente!

Confira o texto-base e as orientações para participar da 4ª Plenária Nacional, nos dias 1 e 2 de dezembro de 2023, na cidade de São Paulo.

Comente com o Facebook