Home / Conteúdos / Notícias / Nota de Pesar: Bira, presente!

Nota de Pesar: Bira, presente!

É com imenso pesar que a CSD – CUT Socialista e Democrática registra o falecimento nesta sexta (22/fev), após longo período de luta contra um câncer, do nosso amigo e companheiro Ubirajara Alves de Freitas, o Bira.

Histórico militante, foi dirigente sindical metalúrgico por mais de 20 anos, desempenhando papel fundamental na organização e nas conquistas da categoria, seja na direção do Sindicato dos Metalúrgicos de BH e Contagem, na construção da Federação Estadual dos Metalúrgicos ou na direção da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT. Dirigiu a mesa de negociação da categoria por anos, sendo fundamental para conquista de convenções coletivas fortes e que protegem e mantém os diretos dos metalúrgicos e metalúrgicas ainda hoje. Em 2015, com amplo apoio do movimento sindical, assumiu a Superintendência Regional do Trabalho de Minas Gerais no segundo mandato da Presidenta Dilma.

Tinha um jeitão duro de tratar todo mundo – a sinceridade sempre foi seu forte – mas na verdade era um grande meninão. Não conseguiu concluir um curso superior, porque optou em doar seu tempo a favor do movimento sindical e dos mais necessitados. Mesmo assim era dono de uma inteligência fora do comum, leu mais de mil livros e falava fluentemente quatro idiomas.

Na data de hoje perdemos uma dos maiores e mais completos quadros que o movimento sindical produziu e com o qual tivemos a honra de conviver e aprender seja no sindicalismo, aonde foi fundamental para fundação da nossa corrente sindical CUTista. Seja na militância no Partido dos Trabalhadores, na tendência Democracia Socialista.

Um exemplo de militante e um extraordinário dirigente, referência para todos nós.
Descanse em paz, amigo.

Bira, Presente!

CSD – CUT Socialista e Democrática

Leia também a nota do companheiro Geraldo, Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de BH e Contagem e a nota da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT – CNM/CUT.

Veja também

Greve Geral para derrotar o governo Bolsonaro | Nota de conjuntura da Democracia Socialista

A tarefa do dia, portanto, é realizar nesta sexta uma Greve Geral que leve toda a classe trabalhadora a cruzar os braços e ir às ruas. Seu objetivo é derrotar a contra-reforma da previdência. Além disso, ela incorpora as bandeiras da educação e de diversos setores que verão na greve geral desaguadouro de lutas contra o governo. Esse processo, no seu conjunto, leva a oposição ao governo Bolsonaro a um novo patamar.

Comente com o Facebook