Home / Temas / Brasil / Nota de pesar pelo falecimento de Estevão Oliveira

Nota de pesar pelo falecimento de Estevão Oliveira

“Coração de Estudante…
alegria e muito sonho espalhados no caminho…
coração, juventude e fé” (Milton Nascimento)

 

 A Democracia Socialista, tendência do Partido dos Trabalhadores, expõe o seu pesar pelo falecimento do companheiro Estevão Oliveira, de Alagoas.

Militante histórico desde o movimento estudantil secundarista na década de 80, Estevão era exemplo de entusiasmo revolucionário, dedicação à luta, e busca incessante de organização e mobilização popular. Mostrou-se um dirigente político articulador e mobilizador quando Presidente do Diretório Municipal do PT Maceió.

Assumiu funções de gestão pública nos governos petistas tendo sido Superintendente do INCRA e Delegado Federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário, onde se posicionou sempre favorável à Reforma Agrária, às políticas públicas para as populações do campo, com diálogo permanente com os movimentos sociais e compromisso firme com a garantia de seus Direitos.

O companheiro Estevão trazia a marca revolucionária, a convicção no agir para transformar a sociedade, e que o futuro da humanidade é o socialismo democrático. Homem de princípios firmes era leve e alegre no convívio cotidiano, seu bom humor nos fazia sorrir e ter forças para continuar a caminhada de lutas. Dele se pode dizer “há os que lutam todos os dias, esses são imprescindíveis”.

Essa despedida precoce nos entristece. Mas Estevão nos diria agora algo leve e bem humorado para nos confortar diante do fluxo da Vida e seu ciclo – vida/morte/vida.  Em honra à sua memória declaramos que continuaremos a empunhar a Luta pelo Socialismo e jamais esqueceremos sua contribuição e seu legado na construção da sociedade justa, solidária e  sem classes.

Estevão Oliveira, PRESENTE!

Veja também

Niterói: quem comemora a tragédia? Quem comemora a morte? | Jordana Dias

De qualquer forma, surpreende como políticos tentam fazer uso do caso para se projetar, comemorando o desfecho. Independente de possíveis divergências políticas, o que ocorreu hoje de manhã foi uma tragédia: pessoas devem estar traumatizadas, com medo; uma outra família deve estar chorando a perda de um ente. O caso escancara uma sociedade violenta e doente que comemora a morte ao vivo em rede nacional. Isso não é algo a ser comemorado. Vergonha que governantes assim o façam.

Comente com o Facebook