Home / Conteúdos / Artigos / O CONGRESSO TERMINOU; A LUTA CONTINUA!

O CONGRESSO TERMINOU; A LUTA CONTINUA!

Ao se encerrar o 3° Congresso do Partido dos Trabalhadores nós, da Mensagem ao Partido, saudamos todas as delegadas e delegados que, ao participar deste encontro, deram mais uma demonstração da vitalidade e importância que o PT tem para a sociedade brasileira.

As resoluções do congresso, que respeitamos e reconhecemos, foram tomadas em um ambiente saudável de debate democrático e pluralista. Algumas delas representam avanços importantes para a renovação e revitalização do nosso partido. Destacamos a inclusão da defesa das práticas republicanas em nossa concepção de socialismo; a proposta de uma reforma política democrática a ser conquistada em um amplo movimento que envolva a população e que possa desaguar em uma constituinte exclusiva para esse fim; a defesa da democracia participativa como um eixo fundamental do nosso programa de governo; o apoio ao plebiscito sobre a Vale do Rio Doce e a adoção de um Código de Ética interno.

O movimento iniciado em 10 fevereiro deste ano em Salvador, quando, ao comemorarmos o 27º aniversário do PT, lançamos a Mensagem ao Partido, contribuiu de modo decisivo para alcançarmos esses resultados. Originada do sentimento sincero e profundo de militantes petistas espalhados por todo o Brasil de que o partido precisava ser revitalizado e reorientado na direção do seu espírito original, a Mensagem, que congrega hoje a segunda força do PT, viu, nestes seis meses de preparação do 3° congresso, as suas teses principais confirmadas.

O PT não poderá avançar se não enfrentar com coragem e clareza os impasses que resultam do seu próprio crescimento. As dificuldades resultantes da burocratização e da tendência a se isolar dos movimentos sociais não são exclusividade do PT. A história registra inúmeros problemas desse tipo. A diferença está no modo de combatê-los.

Por isso, avaliamos como positivos os resultados deste congresso e de nossa participação nele. Houve um resgate do socialismo democrático como valor central do ideário petista. Logramos consolidar a nossa visão do significado do governo do presidente Lula e dos caminhos para consolidar e aprofundar as conquistas já alcançadas. Conseguimos, ao aprovar o Código de Ética, dar um passo significativo para resgatar a diferença entre as práticas do nosso partido e aquelas dos partidos da burguesia.

Tendo em vista os resultados alcançados, as delegadas e os delegados da Mensagem decidem se constituir enquanto movimento permanente dentro do PT. Queremos continuar a contribuir, de maneira fraterna e solidária, com o nosso partido e com o Brasil. Assim, participaremos ativamente do PED marcado para o final deste ano com propostas que possam ampliar o que alcançamos neste terceiro congresso.

É preciso que o PT continue a se desburocratizar e a se reconectar com os movimentos sociais. O oxigênio do partido vem das bases e da sociedade. Para ajudar a abrir ainda mais os seus poros é que continuaremos na luta. Para que sempre se possa dizer bem alto que este partido é dos trabalhadores e do povo brasileiro.

São Paulo, 2 de setembro de 2007
Delegadas e delegados da Mensagem ao 3°Congresso do Partido dos Trabalhadores.

Acesse o site da Mensagem ao Partido (www.mensagemaopartido.org.br)

Veja também

A antirreforma trabalhista: sem direitos e sem emprego | Miguel Rossetto

A nova reforma trabalhista é filha do golpe contra a democracia, a soberania nacional e os direitos do povo. Reduz o valor do trabalho e aumenta a exploração do trabalhador. Interrompe o ciclo virtuoso iniciado em 2003. Quer enfraquecer os sindicatos, acabar com direitos trabalhistas, dificultar o acesso à Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook