Home / Conteúdos / Artigos / Para outro mundo possível, outra luta é necessária | Sofia Cavedon

Para outro mundo possível, outra luta é necessária | Sofia Cavedon

A história do Brasil não será escrita por uns poucos encobertos por togas e cerimoniais –  é o recado que a enorme mobilização social que se concentrou em Porto Alegre deu aos que tentam manter o golpe inviabilizando a candidatura de Lula.

Impedir a manifestação soberana da cidadania que vem se ampliando e exigindo mais justiça e equidade no país, é a principal razão da sua condenação sem provas, como foi a deposição da presidenta Dilma sem crime! Porém, mesmo com a cumplicidade da mídia que garante a versão dos golpistas, a percepção de que se trata de um período de iniciativas de reformas e privatizações para a preservação de interesses e privilégios de classe em detrimento dos direitos da imensa maioria, começa a se ampliar.

Esta condenação encerra de vez, assim espero, a ilusão de que há compromisso das elites brasileiras com a democracia. A ilusão de que é possível através da aliança de classes enfrentar o grande déficit social e superar a violência que assassina milhares de  jovens pobres negros todo o ano.

As lideranças populares e sindicais, partidos e movimentos que se manifestam de maneira unitária na defesa do direito de Lula ser candidato, tem a tarefa irrefutável de seguir provocando reflexão e ações junto à população  sobre sua soberania e necessidade de luta, pois  contra a usurpação da democracia, só a rebeldia da massa!

A coragem de um retirante nordestino, trabalhador metalúrgico, de empatia e inteligência, construído na luta e na responsabilidade coletiva, atingido pelo preconceito e ódio de classe, aviltado por deboche  e  desrespeito, mentiras e insultos de toda a ordem, que marcou definitivamente o destino do povo brasileiro com sua  sensibilidade para a fome, sua prioridade para a educação, sua determinação de reparação social, deve nos animar e fortalecer. Mas, principalmente a aposta no empoderamento popular, onde o grande  vitorioso seja o sujeito coletivo que nunca mais delegue seu poder de voz, voto e decisão a um sistema que o distorce e o ignora e sim mude esse sistema para construir uma verdadeira e justa nação!

Sofia Cavedon é vereadora do Partido dos Trabalhadores (PT) em Porto Alegre.
Originalmente publicado em Sul21

Veja também

Jornal Em Tempo digitalizado está disponível na base de dados do CSBH

Periódico, que circulou de forma impressa de 1977 até 2004, é uma preciosa ferramenta para quem quer conhecer a história da esquerda brasileira nas últimas quatro décadas. Projeto inovador e democrático, o jornal Em Tempo participou da formação de toda uma geração de combatentes socialistas.

Comente com o Facebook