Home / Conteúdos / Artigos / Paulo Nogueira Batista Jr. faz palestra em Curitiba

Paulo Nogueira Batista Jr. faz palestra em Curitiba

O Professor da FGV e colunista do jornal “Folha de S.Paulo”, Nogueira Batista lança livro e participa de debate na próxima segunda-feira (17/7), a convite do deputado Dr. Rosinha (PT-PR)

O economista e pesquisador Paulo Nogueira Batista Jr., professor da Fundação Getúlio Vargas e colunista do jornal “Folha de S.Paulo”, desembarca na próxima segunda-feira (17/7) em Curitiba, onde faz uma palestra e participa de um debate sobre economia e política internacional.

Organizado pelo mandato do deputado federal Dr. Rosinha (PT-PR), secretário-geral da Comissão do Mercosul do Congresso Nacional, o evento acontece às 19 horas, no auditório do hotel Caravelle, situado na esquina das ruas Cruz Machado e Ermelino de Leão, no centro da capital paranaense.

Após o debate, Nogueira Batista fará o lançamento e uma sessão de autógrafos do livro “O Brasil e a economia internacional —recuperação e defesa da autonomia nacional”. As inscrições, gratuitas, podem ser feitas pelo telefone (41) 3233.8192.

Entre os assuntos que serão abordados na palestra estão a política externa brasileira, a contraposição entre as propostas do Mercosul e da Alca e a soberania nacional.

“O quadro econômico e político vem mudando consideravelmente nos últimos anos. As forças que predominaram na década de 1990 sofreram derrotas em vários países da América do Sul e já não reinam incontestes em lugar nenhum”, diz trecho da apresentação do livro “O Brasil e a economia internacional…”.

“Nesse ambiente, o Brasil vem modificando gradualmente a sua política de inserção internacional, em especial a sua estratégia para as negociações comerciais. Começamos a superar as posturas atemorizadas, freqüentemente subalternas, que marcaram nossa política externa nos anos 90.”

A obra de Paulo Nogueira Batista Jr. trata da dimensão cambial e financeira do relacionamento externo da economia brasileira, e faz um exame das negociações comerciais do país —em especial da Alca, “a mais perigosa delas”.

As questões abordadas são variadas, mas um tema percorre o livro inteiro: a preocupação com a recuperação e defesa da autonomia nacional, abalada pela orientação “globalizada” e por políticas antinacionais que prevaleceram no país e no resto da América Latina no final do século XX.

“Pagamos um preço elevado por essas políticas, tiramos algumas lições e estamos começando a tomar novo rumo”, observa o autor.

————————————————————–

BREVE BIOGRAFIA
Quem é Paulo Nogueira Batista Jr.

Paulo Nogueira Batista Jr. é professor e pesquisador da Fundação Getúlio Vargas em São Paulo. Foi secretário especial de assuntos econômicos do Ministério do Planejamento (1985-86), e assessor para assuntos da dívida externa do Ministério da Fazenda (1986-87).

Chefiou o Centro de Estudos Monetários e de Economia Internacional do Instituto Brasileiro de Economia da FGV, no Rio de Janeiro. Foi pesquisador visitante do Instituto de Estudos Avançados da USP.

É autor dos livros “Da crise internacional à moratória brasileira”, “A economia como ela é…” e “O Brasil e a economia internacional”, entre outros.

Escreve às quintas-feiras no jornal “Folha de S.Paulo”.

————————————————————–

O LIVRO
O Brasil e a economia internacional
—recuperação e defesa da economia nacional

O quadro econômico e político vem mudando consideravelmente nos últimos anos. As forças que predominaram na década de 1990 sofreram derrotas em vários países da América do Sul e já não reinam incontestes em lugar nenhum.

A ideologia da globalização perdeu charme e capacidade de persuasão. A proliferação de crises cambiais e financeiras, não só na América Latina, mas em várias regiões do planeta, evidenciou os riscos da desregulamentação das economias e da liberalização dos fluxos internacionais de capital.

Ampliaram-se os movimentos sociais antiglobalização, mesmo nos países desenvolvidos, maiores beneficiários da abertura das economias.

Nesse ambiente, o Brasil vem modificando gradualmente a sua política de inserção internacional, em especial a sua estratégia para as negociações comerciais. Começamos a superar as posturas atemorizadas, freqüentemente subalternas, que marcaram nossa política externa nos anos 90.

Esses e outros temas são discutidos neste livro, que está divido em duas partes. A primeira parte trata da dimensão cambial e financeira do relacionamento externo da economia brasileira e assuntos correlatos.

A segunda parte examina as negociações comerciais do país, em especial a mais perigosa delas  —a Alca.

As questões abordadas são bastante variadas, mas um tema percorre o livro inteiro: a preocupação com a recuperação e defesa da autonomia nacional, abalada pela orientação “globalizada” e por políticas antinacionais que prevaleceram no país e no resto da América Latina no final do século XX.

Pagamos um preço elevado por essas políticas, tiramos algumas lições e estamos começando a tomar novo rumo.

——————————————————-

O Brasil e a economia internacional
Palestra e debate com PAULO NOGUEIRA BATISTA JR.
Segunda-feira, 17 de julho
19 horas
Auditório do hotel Caravelle
(esquina das ruas Cruz Machado e Ermelino de Leão, centro de Curitiba)

INSCRIÇÕES GRATUITAS*
Para se inscrever, envie um e-mail para dr.rosinha@terra.com.br
com seus dados pessoais (nome, endereço, telefone e e-mail),
ou entre em contato pelo telefone (41) 3233.8192.

* Haverá emissão de certificado de participação do evento.

—————————————————————
Outras informações:
www.drrosinha.com.br
Fernando César de Oliveira, jornalista (reg. prof. 5651/PR)
(41) 9963.4996

Veja também

Batucada feminista afinada na luta pela América Latina

Desde o ato que abriu o Encontro em Montevidéu, dia 16, às 10h, a batucada feminista da Marcha Mundial das Mulheres anima e demarca a força feminista na Jornada Continental pela Democracia e Contra o Neoliberalismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook