Home / Conteúdos / Notícias / Prazo de filiação para o PED 2013 termina em 30 de outubro

Prazo de filiação para o PED 2013 termina em 30 de outubro

392750Do site do PT

O Processo de Eleições Diretas (PED) 2013 está marcada para o dia 10 de novembro do próximo ano.

A Secretaria Nacional de Organização do PT alerta para alguns dos prazos definidos pela direção nacional. O prazo para o pedido de filiação para participar da votação, por exemplo, se encerra em 30 de outubro deste ano.

Confira as datas abaixo:

30 de outubro de 2012

Último dia para entregar no Diretório Municipal ou Comissão Provisória os pedidos de filiação. O formulário de filiação deve estar, obrigatoriamente, preenchido e assinado;

9 de Novembro de 2012

Último dia para a Comissão Executiva Municipal ou Comissão Provisória aprovar os pedidos de filiação;

10 de Novembro de 2012

Último dia para a realização das plenárias de filiação cuja a participação é obrigatória para a confirmação da filiação;

10 de Dezembro de 2012

Último dia para o registro de aprovação no Sisfil ou postagem da documentação pelo correio, quando o município não tiver aderido ao sistema.

O não encaminhamento de pedidos de filiação por parte da Executiva Municipal, constitui infração de ética e disciplina partidária.

Alterações no PED

A reforma estatutária estipulou algumas alterações para o PED. Confira:

Deve ser respeitada a paridade de gênero (50% de mulheres e homens) na composição das direções, delegações, comissões e nos cargos com função específica de Secretarias;

Todas as chapas e direções deverão conter, no mínimo, 20% de componentes com menos de 30 anos de idade;

Todas as chapas e direções deverão obedecer critério étnico racial, a ser regulamentado pelo Diretório Nacional, levando-se em conta a composição populacional e dos filiados ao Partido, tomando como referência a participação mínima de 20% na direção.

Veja também

Manifesto Fora Bolsonaro é lançado e já tem mais de 7 mil assinaturas

Dirigentes partidários e militantes do Partido dos Trabalhadores lançaram em plenária virtual o manifesto "Em defesa da vida, Fora Bolsonaro". O documento defende um fim democrático ao governo Bolsonaro, com substituição por uma alternativa democrática e popular capaz de aplicar um programa de reconstrução nacional que rompa com o neoliberalismo. Em menos de 24 horas o manifesto já alcançou mais de 7 mil assinaturas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook