Notícias
Home / Temas / Feminismo / PT repudia ameaças de violência política de gênero contra parlamentares

PT repudia ameaças de violência política de gênero contra parlamentares

“Um crime envolvendo jovens eleitas por várias regiões do país nos apresenta a urgência e necessidade de federalização de crimes dessa natureza”, diz a nota do partido.

 Foto: Luana Tayze

Na manhã desta segunda-feira (01/04) parlamentares de diferentes estados foram mais uma vez vítimas de violência política de gênero por meio de crime digital. Deputada Andréia de Jesus (PT-MG), Vereadora Bia Caminha (PT-PA), Vereadora Brisa Bracchi (PT-RN), Deputada Beatriz Cergueira (PT-MG), Vereadora Bella Gonçalves (PSOL-BH), Vereadora Claudia Guerra (PDT-MG), Vereadora Duda Hidalgo (PT-SP), Vereadora Iza Lourença (Psol-BH) e a Deputada Talita Cadeirante (PSD-SP) foram vítimas de ameaça de violência sexual e receberam em seus e-mails institucionais conteúdo de teor criminoso e assediador.

Toda nossa solidariedade! As medidas jurídicas cabíveis já foram tomadas. A violência política busca frear a atuação de parlamentares combativas e comprometidas com o nosso projeto de sociedade. Toda e qualquer ameaça contra a integridade de parlamentares é também uma ameaça contra a democracia. Um crime envolvendo jovens eleitas por várias regiões do país nos apresenta a urgência e necessidade de federalização de crimes dessa natureza. Não serão interrompidas!

Gleisi Hoffmann
Presidenta Nacional do PT

Anne Moura
Secretária Nacional de Mulheres do PT

Janaína Oliveira
Secretária Nacional LGBT do PT

Nádia Garcia
Secretária Nacional de Juventude do PT

Joaquim Soriano
Coordenador da Comissão Nacional de enfrentamento à Violência Política do PT

Via pt.org.br

Veja também

Paineis reúnem especialistas para explicar avanço da extrema-direita no mundo | Henrique Nunes

Iniciativa do Centro de Análise da Sociedade Brasileira da FPA, o CASB, terá quatro mesas …

Comente com o Facebook