Home / Conteúdos / Artigos / Saiba mais sobre a IV Feira Nacional de Agricultura Familiar

Saiba mais sobre a IV Feira Nacional de Agricultura Familiar

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, fez a apresentação da IV Feira Nacional de Agricultura Familiar e Reforma Agrária, que acontece entre os dias 4 e 7 de outubro, para a imprensa local nesta segunda-feira (1).

Clique aqui e veja o vídeo de abertura da IV Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária, o maior evento do desenvolvimento agrário do País, promovido pelo MDA.

Segundo Cassel, a idéia central da Feira é mostrar o vigor e a riqueza de toda a produção da agricultura familiar. Além disso, reunir produtores de todo o País para que troquem experiências e façam seus produtos circularem. “É também estabelecer vínculos mais efetivos e permanentes entre o setor empresarial e os produtores para garantir e ampliar a participação da agricultura familiar no mercado formal”, afirma.

O ministro também destacou os números desta que será a maior feira dos últimos quatro anos. “A 4ª edição da feira terá o dobro de área das edições anteriores. São 51 mil metros quadrados, 10 mil produtos, 480 estandes, 27 estados participando, 19 shows e seis restaurantes”.

No evento desta manhã, os convidados puderam conhecer as novidades programadas para a IV Feira, entre elas a divisão do espaço em biomas – Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Pampa. Em cada um deles será representada toda a produção desse setor. “Este ano, a feira tem um conceito agroecológico. Toda ela desde o início do transporte dos produtores e dos produtos está sendo feita com biodiesel. Todo o lixo produzido será coletado de forma separada, seco e orgânico. Depois ele será reciclado por uma cooperativa de trabalhadores do Distrito Federal. Toda a infra-estrutura e o material utilizado são compostos por materiais ecologicamente corretos”, explicou Cassel.

Além disso, depois do evento será feito o cálculo do que foi gasto de carbono para a realização da feira para que se possa fazer a neutralização. A expectativa é que sejam plantadas mais de 5 mil mudas de árvores para zerar todo o gasto.

Para a abertura do evento, na quinta-feita, é aguardada a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deverá passear pelo estandes e conversar com os expositores. Depois da visita do presidente, a feira será aberta para todo o público.

Estiveram presentes, além do ministro, o presidente do Incra, Rolf Hackbart, o secretário Executivo do Ministério, Marcelo Cardona, o secretário da Agricultura Familiar, Adoniram Sanches Peraci, e os coordenadores executivos da feira, José Batista e Luiz Felipe Vilela Nelsis.

Venda direta e Rodada de Negócios

A expectativa dos organizadores é que a venda direta nos quatro dias de feira gire em torno de R$ 6 milhões. Além da venda direta há ainda as Rodadas de Negócios organizadas pelo MDA e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

As rodadas de Negócio são organizadas para reunir os empresários – donos de restaurantes, supermercados e atacadistas – com os produtores para acordar negócios. Esse ano, mais de cem produtores já se cadastraram e a expectativa é que as rodadas movimentem algo em torno de R$ 15 milhões. Juntas, as edições anteriores movimentaram R$ 22 milhões nas Rodadas e R$ 10 milhões em vendas diretas pelos expositores.

Clique aqui e acesse a programação completa da Feira, no site do MDA.

Veja também

A antirreforma trabalhista: sem direitos e sem emprego | Miguel Rossetto

A nova reforma trabalhista é filha do golpe contra a democracia, a soberania nacional e os direitos do povo. Reduz o valor do trabalho e aumenta a exploração do trabalhador. Interrompe o ciclo virtuoso iniciado em 2003. Quer enfraquecer os sindicatos, acabar com direitos trabalhistas, dificultar o acesso à Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comente com o Facebook