Home / Temas / Juventude / Juventude em formação para as lutas que virão!

Juventude em formação para as lutas que virão!

Os tempos difíceis que enfrentamos exigem uma organização forte, militante e coesa que se disponha a engrossar as fileiras da luta contra o neoliberalismo radical e sua forma autoritária que busca se instalar no Brasil. Frente a esse diagnóstico – e em cumprimento às deliberações do Ativo da Juventude da DS realizado em maio de 2018 – realizou a Juventude da DS entre os dias 8 e 13 de janeiro de 2019, sua Escola Nacional de Formação de Quadros em Guararema/SP, na Escola Nacional Florestan Fernandes – MST.

Durante toda a semana, mais de 50 jovens dirigentes do movimento de mulheres, do movimento negro, do movimento estudantil e do Partido dos Trabalhadores de todo o país participaram de momentos formativos sobre os fundamentos da análise marxista; a dinâmica do capitalismo; as teses de Lênin, Rosa Luxemburgo e Trotsky; gênero, raça e classe; América Latina; Formação Social Brasileira; e sobre as teses e a história da Democracia Socialista.

Ao longo dos seus 40 anos, foi a firmeza de suas convicções políticas e a capacidade de intervir na conjuntura a partir delas que fizeram a Democracia Socialista permanecer uma corrente das mais relevantes no Partido dos Trabalhadores e na esquerda brasileira. A Escola de Formação de Quadros da Juventude da DS é símbolo da compreensão da importância da formação militante para as disputas que virão. Construir bases sólidas de formação que possibilitem análises de conjuntura cada vez mais precisas, a construção de pautas cada vez mais potentes e uma organização cada vez mais consciente da herança da militância trabalhadora forjada ao longo da história e sintonizada com as demandas populares contemporâneas é o desafio que a juventude da DS se dispôs a enfrentar. Vida longa à Democracia Socialista e à sua juventude!

GT de Formação da Coordenação Nacional da Juventude da DS

Veja também

#15M: Greve nacional da educação deverá ser a maior de todos os tempos

Para dirigentes sindicais do ramo da educação a mobilização extrapolou as categorias e contagiou estudantes e toda a sociedade. Essa ampla unidade em defesa da educação fortalece a luta dos trabalhadores em defesa dos seus direitos ameaçados pela Reforma da Previdência.

Comente com o Facebook