Notícias
Home / Temas / Feminismo / 8 de março de 2023: confira a lista de atos | Marcha Mundial das Mulheres

8 de março de 2023: confira a lista de atos | Marcha Mundial das Mulheres

Na próxima quarta-feira, 8 de março, as mulheres vão às ruas para celebrar o Dia Internacional de Luta das Mulheres. As bandeiras políticas que levam as feministas aos inúmeros atos que acontecerão em todo o país são muitas: vamos às ruas combater as desigualdades de classe, raça e gênero que estruturam a nossa sociedade, vamos parar enfrentar o poder do mercado de definir como podemos e devemos viver, vamos para dizer que esse sistema é insustentável para as pessoas e para e a natureza.

Foto: Divulgação Site MMM

Sabemos que derrotar o bolsonarismo segue sendo nosso desafio e nosso horizonte. Apesar da vitória fundamental que tivemos no processo eleitoral de 2022, com a eleição de Lula para presidente, o avanço da extrema direita segue em curso, atacando nossos corpos, trabalhos e territórios. Para enfrentá-lo, nossa organização popular, feminista e antirracista segue sendo imprescindível. Vamos à luta!Confira abaixo a lista de atos que vão acontecer nas cidades onde a Marcha Mundial das Mulheres (MMM) está organizada. A lista está em permanente construção. Se você possui informações sobre atos que não constam nesse texto, entre em contato conosco por e-mail:

NORTE

Belém (PA)
Em Belém, as mulheres vão às ruas no dia 8 de março com o mote “Pela vida das mulheres por democracia, contra a fome e em defesa dos territórios e das originárias da Amazônia”. A concentração para a manifestação está agendada para às 8h, no Largo do Redondo.

Manaus (AM)
Para se manifestar em defesa da democracia e dos direitos das mulheres, as companheiras de Manaus vão se concentrar às 15h na Praça da Saudade. O trajeto seguirá, a partir das 16h, rumo à Praça São Sebastião, no centro da cidade.

Palmas (TO)
“Mulheres do Cerrado e da Amazônia em luta contra a violência e a fome! Por cidadania, soberania alimentar e Democracia! Sem anistia para golpistas!” é o mote que vai levar as feministas de Palmas às ruas nesse Dia Internacional de Luta das Mulheres. A ação acontece na Feira Livre do Aureny I. Haverá ato cultural, falas da organizações políticas, panfletagem, feira das mulheres sem terra e batucada da Marcha.

Porto Nacional (TO)
As companheiras de Porto Nacional estão preparando uma roda de conversa e uma oficina de batucada da MMM para a semana do 8 de março. Em breve, novas informações serão disponibilizadas.

 

NORDESTE

Aracaju (SE)
As companheiras de Aracaju se reúnem das 8h às 13h, no dia 8 de março. A concentração está marcada na Praça General Valadão, no centro da cidade. O cortejo, que tem o mote “Pela vida de todas as mulheres, nenhum direito a menos. Sem anistia para os golpistas!”, vai passar pela Alese, Câmara de Vereadoras e Vereadores e em seguida retornar para a praça, onde acontecerão apresentações culturais e exposições.

Fortaleza (CE)
O ato de Fortaleza será na Praça do Ferreira, a partir das 16h, com o lema “Pela vida das mulheres – Democracia, Territórios e Direitos! Contra a fome, a violência e o racismo, sem anistia para golpistas!”. Antes da manifestação, diferentes ações serão promovidas no local.

Natal (RN)
“Pela vida das mulheres: reconstruir o Brasil com democracia, contra o fascismo e pelo bem viver” é o lema que orienta a manifestação das companheiras de Natal. A concentração do ato está marcada para às 15h, no Midway. A saída será às 16h.

Mossoró (RN)
A Marcha sairá às 9h pelas ruas do centro da cidade, com batucada. O ato de encerramento será às 10h30 em frente à Praça do Pax.

Caruaru (PE)
O ato de Caruaru vai acontecer no dia 11 de março, às 8h. O local de concentração está sendo definido e novas informações serão disponibilizadas em breve. Já se sabe que haverá cortejo, bloco carnavalesco e muita luta, com o mote “Pela vida das mulheres” Nem cá mulesta um Brasil sem democracia e sem renda básica!”

Garanhuns (PE)
O ato de Garanhuns também acontece no dia 11 de março, com concentração na Praça da Fonte, às 18h. “Na rua contra o fascismo: as mulheres sustentam a vida” é o mote que anima as companheiras, que sairão em caminhada até o Colunata, às 9h30. No local, será realizado um café, a batucada feminista da MMM estará presente e os movimentos sociais e populares que constróem a luta das mulheres no município serão homenageados.

Recife (PE)
As companheiras de Recife saem às ruas no 8 de março organizadas em torno do lema “Mulheres nas ruas contra: o racismo, o feminicídio, o transfeminicídio, o encarceramento em massa, pela legalização do aborto, por uma democracia popular e sem anistia para golpistas”. A concentração está marcada para às 14h, na Treze de Maio. A saída do ato acontece às 16h.

Maceió (AL)
O ato de Maceió é por justiça, pelo fim dos feminicídios e por dignidade para todas as mulheres. A manifestação das companheiras alagoanas está marcada o dia 8 de março, a partir das 15h, na Praça Centenário.

 

SUDESTE
Campinas (SP)
As mulheres de Campinas vão às ruas no dia 8 afirmar em alto e bom tom: “contra o fascismo e em defesa da democracia! Punição para racistas, golpistas e genocidas! Pelo fim da fome e da violência contra a mulher, pela ampliação dos direitos trabalhistas e pelo aborto legal e seguro!” A concentração será no Largo do Rosário, às 17h.

São Paulo (SP)
Em São Paulo, o ato estadual acontece no dia 8, a partir das 17h, com concentração no MASP, na Avenida Paulista. O mote que leva as feministas às ruas é: “Mulheres nas ruas em defesa da democracia, punição para racistas e golpistas. Por direitos trabalhistas, legalização do aborto e fim da fome”.

Belo Horizonte (MG)
Em Belo Horizonte, o ato estadual está agendado para às 16h, na Praça da Liberdade, “Pela vida das mulheres: em luta contra a fome, pela democracia e pelo bem viver”. Nos dias 7 e 8 de março, também acontece um acampamento estadual das mulheres do campo, na Praça da Assembleia Legislativa do estado. A proposta é que esse seja um espaço formativo, onde haverá feira da reforma agrária, manifestações culturais e banquetaço.

 

SUL

Curitiba (PR)
“Mulheres em resistência, contra todas as formas de violência. Por teto, terra, trabalho e democracia, sem Anistia!” é o lema da manifestação das feministas de Curitiba. As atividades começam às 15h, no dia 8, na Praça Santos Andrade. A concentração para o ato será às 17h, na mesma praça, com intervenções culturais. A saída da marcha acontece às 19h20.

Guarapuava (PR)
No dia 5 de março, às 15h, as companheiras de Guarapuava organizaram um piquenique feminista no Parque do Lago, como atividade que se soma ao calendário de ações do mês de luta das mulheres.

Porto Alegre (RS)
Em Porto Alegre, o ato é “Em defesa da vida e dos direitos das mulheres: sem anistia para os golpistas”. A manifestação acontece às 18h, na Esquina Democrática e a concentração da MMM está marcada para às 17h, na Praça da Matriz.

Florianópolis (SC)
Nesse Dia Internacional de Luta das Mulheres, o ato em Florianópolis será às 18h, em frente ao Ticen. Esse ano, a manifestação presta homenagem à memória de Antonieta de Barros, professora, jornalista, 1ª deputada negra eleita do Brasil, que dedicou sua vida à luta por direitos da população negra e feminina. O ato será “Contra o racismo, pela vida das mulheres”.

No sábado, 11 de março, às 9h, as marchantes se reúnem novamente para uma oficina da batucada feminista da MMM, na Feira da Reforma Agrária, somando na luta das mulheres camponesas, rumo à Marcha das Margaridas de 2023. A oficina acontece na Escola Sul da Central Única das Trabalhadoras e Trabalhadores, na Ponta das Canas.

CENTRO-OESTE
Dourados (MS)
Em Dourados, a concentração será às 15h, na Praça Antônio João. “Vivas e Livres! todas em resistência por uma cidade para as mulheres” é o tema da manifestação feminista.

Via Marcha Mundial das Mulheres.

Veja também

Voto feminino e representatividade política ainda com muitos desafios | Inês Simon

Sequer fazem 100 anos que as mulheres conquistaram o direito a votar e ser votadas …

Comente com o Facebook