Home / Conteúdos / Notícias / Apoio e solidariedade à prefeita Margarida Salomão em defesa da vida

Apoio e solidariedade à prefeita Margarida Salomão em defesa da vida

A cidade de Juiz de Fora foi surpreendida na noite do último domingo com a ações de vandalismo por parte de bolsonaristas. Com ações violentas e palavras de baixo calão que chocaram os moradores, um grupo de manifestantes promoveu ataques à prefeita Margarida Salomão. As manifestações ocorreram em frente à sede da Prefeitura Municipal e também ao prédio onde reside a prefeita.

As agressões tiveram como motivo as medidas de distanciamento e isolamento social adotadas pela Administração Municipal para defender a vida. Assim como a maioria das cidades brasileiras, Juiz de Fora enfrenta superlotação de UTIs devido ao crescimento dos níveis de contaminação. Os manifestantes reagiram às medidas de isolamento e defenderam o tratamento precoce.

No momento em que o país avança para a trágica marca de 300 mil mortos, a escalada negacionista faz coro com as mensagens irresponsáveis do presidente Bolsonaro. Diante dos baixos índices de vacinação, devido a inoperância do governo federal, as medidas adotadas por prefeitos e governadores são decisivas para impedir o colapso do sistema de saúde.

O PT está solidário com a prefeita Margarida Salomão e com os demais prefeitos e governadores que defendem a vida dos brasileiros, diante de um governo sem comando. O Brasil precisa de respeito à ciência, aos seus representantes comprometidos com a saúde do povo, de vacinação em massa e de auxílio emergencial. A postura irresponsável de pessoas insufladas pelo atual presidente deve ser contida com energia para defender a vida dos brasileiros.

Deputada Federal Gleisi Hoffmann (PR), presidenta Nacional do PT

Deputado Federal Elvino Bohn Gass (RS), líder da bancada do PT na Câmara dos Deputados

Senador Paulo Rocha (PA), líder da bancada do PT no Senado Federal

Originalmente publicado em pt.org.br

Veja também

Ciclo debate a luta pelo socialismo no século XX e a experiência soviética, 30 anos após a dissolução da URSS

Breno Altman, Tatau Godinho e Tarso Genro discutem a luta pelo socialismo no século XX e a experiência soviética, 30 anos depois da dissolução da URSS.

Comente com o Facebook