Home / Temas / Brasil / Manifesto Fora Bolsonaro é lançado e já tem mais de 7 mil assinaturas

Manifesto Fora Bolsonaro é lançado e já tem mais de 7 mil assinaturas

Neste sábado, 18 de abril, dirigentes partidários e militantes do Partido dos Trabalhadores lançaram em plenária virtual o manifesto “Em defesa da vida, Fora Bolsonaro”. O documento defende um fim democrático ao governo Bolsonaro, com sua substituição por uma alternativa democrática e popular capaz de aplicar um programa de reconstrução nacional que rompa com o neoliberalismo. Em menos de 24 horas, o manifesto já alcançou mais de 7 mil assinaturas.

Gritada a plenos pulmões nas principais cidades do país, “Fora Bolsonaro” é a palavra de ordem que expressa a única possibilidade de defender a vida do povo frente a pandemia e ao pandemônio. Seja por doença ou miséria, o governo Bolsonaro ameaça a vida de milhares de brasileiros.

Assine o Manifesto Fora Bolsonaro!

Para a deputada federal Margarida Salomão, “a crise sanitária que vivemos desvela a tragédia social que já estava instalada. O desamparo em que viviam os precários, os informais, os trabalhadores destituídos de direitos, toda essa legião de expropriados pelo capitalismo de plataformas. Os empreendedores escravizados à economia de aplicativos, os condenados a inventar a sua própria sobrevivência.”

Gabriel Medeiros, secretário nacional de comunicação da juventude do PT, relembrou em sua intervenção que desde o congresso do partido, realizado em novembro de 2019, levantamos a necessidade de construir junto com o povo brasileiro o Fora Bolsonaro, por entender a ilegitimidade deste governo fraudulento e o seu programa neoliberal.

Para ele, nós “precisamos que todos os esforços financeiros econômicos possíveis sejam voltados para salvar vidas, pôr fim às transferências aos bancos e ao setor financeiro, pagamento imediato do benefício emergencial e acordo de compensações com os estados, porque certamente as receitas diminuirão gravemente no próximo período, mas Bolsonaro é incapaz de dar essa guinada.”

Assista a plenária “Em defesa da vida, Fora Bolsonaro” realizada neste último sábado.

Publicado por Fora Bolsonaro e Mourão, seu governo e suas políticas em Sábado, 18 de abril de 2020

 

Veja também

As mulheres e eleições do segundo turno em Fortaleza

As eleições de 2020, não bastasse a pandemia, a crise econômica e social e os perigos de mais retrocessos sobre os direitos do povo, se deram, no primeiro turno, com o uso da misoginia e da violência política. Essa violência tem crescido sob o clima do bolsonarismo e, também, têm sido adotada por outros setores da política. Um exemplo disso foi a campanha de mentiras lançadas contra a então candidata Luizianne Lins em Fortaleza.

Comente com o Facebook