Em destaque

Os cinco desafios de 2006

Por que é possível conquistar neste ano uma derrota definitiva do neoliberalismo e criar a legitimidade para um ciclo inédito de reformas democráticas, populares e republicanas no Brasil. O primeiro grande desafio de 2006 é superar a ameaça do retorno de uma coalizão liderada pelo PSDB/PFL ao governo do país. Este …

Leia mais »

Reforma universitária e FUNDEP são pautas do período

UNE e UBES vão às ruas em março. Este primeiro semestre de 2006 deve ser intenso de mobilizações para o movimento estudantil. A UNE, depois de mais de sete anos, convocou seu Conselho Nacional de Entidades de Base (Coneb), reivindicação histórica da oposição. O Coneb é o segundo maior fórum …

Leia mais »

Mulheres em movimento para mudar o mundo

8 de março abre calendário de mobilizações no Brasil. O 8 de março – Dia Internacional da Mulher -, hoje, faz parte do calendário dos movimentos sociais no Brasil. Ou seja, é reconhecido como um dia de luta convocado pelo movimento de mulheres, em que todos e todas vão para …

Leia mais »

A necessária autonomia do PT

Partido tem oportunidade de retomar rumos. O XIII Encontro Nacional do PT está marcado para abril de 2006 e deve apresentar resoluções acerca das eleições deste ano – o que engloba diretrizes programáticas e política de alianças – e pertinentes à estrutura partidária, bastante abordadas ao longo dos debates do …

Leia mais »

Outras notícias e Artigos

julho, 2019

junho, 2019

  • 28 junho

    Dos aviõezinhos aos aviões, a hipocrisia e seletividade da “Guerra às Drogas” | André Casotti Louzada

    Nos últimos dias ganhou as manchetes o caso da grande quantidade de cocaína apreendida numa aeronave da Força Aérea Brasileira, em viagem para preparação da comitiva presidencial para o encontro do G20. Também houve ampla divulgação, sobretudo na mídia internacional, da prisão do acusado de carregar a droga, um militar da aeronáutica, detido em presídio espanhol, sem possibilidade de pagamento de fiança.

    Leia mais »
  • 26 junho

    Livro “Setenta” de Henrique Schneider

    “O sol, a claridade. Esta cegueira”. Assim, Henrique Schneider, gaucho nascido em Novo Hamburgo, abre seu livro mais recente, “Setenta” (não-editora, 156 páginas). “O sol como símbolo, algo bom a esperá-lo quando o pesadelo do erro terminasse e ele conseguisse sair.” Esse sol que agora banhava o corpo de Raul, …

    Leia mais »