Em destaque

Para a erradicação da violência doméstica e sexual

Nalu Faria A violência doméstica e sexual, ou violência sexista, é a expressão mais dura da opressão das mulheres. Sabemos que é fruto das relações desiguais e de poder entre homens e mulheres, que expressam de forma mais contundente as contradições dessa relação de poder. Em geral, a violência é …

Leia mais »

Resolução da Conferência Nacional Extraordinária da DS sobre Reforma Sindical

A Conferência Nacional (extraordinária) da Democracia Socialista expressa sua identidade com a política elaborada e implementada pela CSD (CUT Socialista e Democrática) no interior da CUT em relação à reforma sindical: 1) A DS reafirma seu compromisso histórico de luta intransigente pela liberdade e autonomia sindical, contra a unicidade sindical …

Leia mais »

Notas para a reflexão da militância

A Resolução Política aprovada pela VII Conferência Nacional da DS e o Ante-Projeto apresentado pela Coordenação à Conferência Extraordinária possuem uma racionalidade construída a partir das teses da disputa de rumos do PT e do Governo Lula. Realizando uma revisão dessas posições o documento Contribuição ao Debate apresenta-se como uma …

Leia mais »

Outras notícias e Artigos

janeiro, 2019

  • 17 janeiro

    Oposição prá valer! Maia com PSL é Bolsonaro

    A deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) falou ao site da Democracia Socialista sobre a disputa para a presidência da Câmara de Deputados.

    Leia mais »
  • 17 janeiro

    Carta à militância: PT realizará seu 7º Congresso em 2019

    A Comissão Executiva do Partido dos Trabalhadores vai se reunir nos dias 9 e 10 de fevereiro, em função dos 39 anos do PT, quando será definido o calendário das atividades partidárias e de organização.

    Leia mais »
  • 16 janeiro

    Nenhum direito a menos

    Uma plenária nacional em defesa da aposentadoria e da Previdência está agendada para o dia 20 de fevereiro. Daniel Gaio da direção da CSD e da CUT avalia que "Bolsonaro não terá vida fácil na sua tentativa de retomar a reforma da previdência. Não há nada oficial ainda, mas todos as hipóteses mencionadas pelo governo são de reforço aos privilégios e ataque aos direitos".

    Leia mais »